Economia

INVESTIMENTO: Bolsonaro anuncia licitação para leilão do Porto de Cabedelo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que o Governo Federal publicou no Diário Oficial da União os editais para a licitação de terminais portuários do país, entre eles, o Porto de Cabedelo. Juntas, as áreas, que vão a leilão em novembro, devem receber R$ 138 milhões em investimentos.
MaisPB

Opinião dos leitores

  1. Até que enfim, o Porto de Cabedelo vai ser modernizado e ganhar projeção nacional, depois de tantos anos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

DINHEIRO NO BOLSO: Governadores de 14 estados preveem reajuste a servidores em 2022

Foto: reprodução

Ao menos 14 governadores planejam conceder aumento salarial a servidores públicos em 2022, ano de eleições. Duas categorias se destacam: professores e policiais. As informações são de um levantamento do jornal O Estado de S.Paulo publicado neste domingo (10). Somente duas unidades da Federação — Distrito Federal e Rio Grande do Sul — descartam reajustes.

A possibilidade de aumento ocorre com a proximidade ao fim do veto a reajustes salariais de servidores, imposto pelo socorro federal concedido durante a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Alagoas e Rio de Janeiro, por exemplo, já aprovaram os reajustes. Os governadores do Acre, Amazonas, Pará, Tocantins, Piauí, Sergipe, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Cantarina estão com a pauta em discussão.

O Brasil tem cerca de 11,5 milhões de funcionários públicos ativos. A maior parte está nos governos municipais, 57%. Os servidores dos governos estaduais representam 32,6% — 3,7 milhões de pessoas.

Proibição de aumentos

A Lei Complementar (PLP 173/2020), do Socorro aos Estados, proíbe reajustes salariais até 31 de dezembro de 2021. A norma chegou a ser questionada no Supremo Tribunal Federal (STF).

A medida foi prevista na lei como forma de compensar os gastos públicos extras com o combate à pandemia de Covid-19.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

OPORTUNIDADE: Sine/PB oferta 577 vagas de empregos em sete municípios; confira lista

Foto: reprodução internet

O Sistema Nacional de Emprego (Sine-PB) está oferecendo 577 vagas de emprego em sete municípios paraibanos. A função com maior oferta de oportunidades é a de atendente em telemarketing, com 300 vagas, em João Pessoa, para trabalho de forma remota, cujos interessados devem possuir computador com acesso à internet. Ao todo, são 484 vagas na capital,

Atualmente, o Sine/PB possui 12 postos de atendimento em funcionamento, dos 15 existentes. Estão em funcionamento as unidades dos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Mamanguape, Monteiro, Pombal, Sapé, Bayeux, Conde, Guarabira, Itaporanga e São Bento.

O atendimento no posto Sine localizado na Duque de Caxias, em João Pessoa, acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, por ordem de chegada. Os horários dos postos Sine presentes nas Casas de Cidadania seguem o horário de funcionamentos das casas.

Confira, aqui, as vagas de emprego.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paraíba

DEU ÁGUIA: Em ação na Justiça, MPF pede rigor na fiscalização de embarcações em áreas de corais em praias da Paraíba

Foto: Reprodução

Em ação civil pública ajuizada na Justiça, o Ministério Público Federal (MPF) pede, entre outras providências, rigor na fiscalização de embarcações em áreas de maior concentração de corais em praias de João Pessoa e Cabedelo, na Paraíba.

Na ação, o MPF requer que a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), seja condenada a instalar, no prazo de 30 dias, placas indicativas na faixa de praia, inicialmente nos pontos de maior apelo turístico, como Caribessa, Seixas e Picãozinho, indicando que a região integra a Área de Proteção Ambiental (APA) Naufrágio Queimado.

Ainda na ação, o MPF pretende que a Sudema exerça, com os municípios de João Pessoa e Cabedelo, o poder de polícia, sobretudo nos finais de semana e nos períodos de maior movimentação turística (verão e feriados), para reprimir a circulação, nas áreas integrantes da APA, de embarcações que não possuam licenciamento ambiental específico, devendo, para tanto, elaborar e apresentar plano de fiscalização mensal, trimestral, semestral ou anual.

O Ministério Público Federal solicita à Justiça, por fim, fixação de multa diária aos réus (Sudema, União e prefeituras de João Pessoa e Cabedelo) por eventual descumprimento de obrigações determinadas pelo juízo, em montante suficiente para garantir a eficácia do comando judicial.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

R$ 156 MILHÕES POR ANO: redução do ICMS pra baratear gasolina pode deixar a Paraíba no prejuízo

Foto: Secom-PB

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que deve votar na quarta-feira da próxima semana a proposta que altera a cobrança do ICMS dos combustíveis, com o objetivo de baixar os preços. O presidente da Câmara avalia que haveria uma redução imediata de 8% no preço da gasolina, 7% no do álcool e 3,7% no do óleo diesel. Lira explicou que a proposta vai alterar a Lei Kandir e não vai mexer na autonomia dos estados.

Em entrevista na tarde desta sexta-feira (08), o governador João Azevedo comentou sobre os prejuízos que a Paraíba poderá ter com essa proposta. “Nós estamos trabalhando, todos os governadores, na direção contrária. Porque se isso passar, só o estado da Paraíba perderá uma receita de R$ 156 milhões por ano. R$ 156 milhões por ano, significa menos escola, menos saúde, menos pavimentação, menos estrada, menos assistência social, menos programa “Tá na Mesa”, menos um monte de coisa”, afirmou Azevêdo.

O governador afirmou ainda que existe um equívoco em querer transferir para os estados a responsabilidade. “Tem um equívoco de querer transferir para os estados a responsabilidade pelo preço da gasolina, quando a gente sabe que isso tá muito mais ligado ao fato da gasolina ser dolarizada de que de outra coisa. Até porque o ICMS do estado faz muitos anos que não sobe. É o mesmo. E porque é que antes o preço se mantinha e agora não? É porque a política de preços praticada pela Petrobras só beneficia quem tem ações da Petrobras, lucros e dividendos pra muita gente. Então tá lá, você produz em real e vende em dólar. E ae você tem R$ 40 bilhões de lucro num quadrimestre, como teve a Petrobras agora. Ai assim é muito bom”, finalizou o governador.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

Cabo Telecom lança o Conexão de Vantagens

Clube de ofertas oferece condições especiais que podem chegar a até 50% de desconto em produtos e serviços de diversas marcas

As empresas do Grupo Conexão contam, a partir de agora, com o clube Conexão de Vantagens, onde os assinantes têm acesso a benefícios exclusivos. Para os clientes Cabo Telecom, por exemplo, estão disponíveis ofertas de empresas parceiras em todo Brasil. Os descontos vão até 50%, além de cursos, livros, treinos, receitas, e, inclusive, visitas online em exposições, museus e pontos turísticos pelo mundo.

Cada empreendimento parceiro oferece seus próprios descontos e condições especiais. Para ter direito aos cupons, o cliente Cabo Telecom deve acessar o site do Conexão de Vantagens e ativar os cupons promocionais, com o mesmo login que já utiliza na central do assinante da Cabo Telecom. No caso das lojas físicas, alguns solicitam o cupom impresso para apresentar no momento da compra. Já para as compras online, o cliente deverá utilizar o código de desconto, que está disponível na descrição das ofertas ou nos links exclusivos de cada parceiro.

Além dos clientes Cabo Telecom, os usuários das outras empresas do Grupo Conexão também participam do clube de vantagens. Para isso, eles precisam estar adimplentes e com o cadastro ativo no site do provedor de internet que utilizam. “Estamos sempre em busca de agregar novas possibilidades aos nossos clientes, o Conexão de Vantagens foi pensado para oferecer ofertas exclusivas aos clientes do grupo e, assim, ampliar os benefícios ofertados pelas nossas empresas”, afirma Gilbert Minionis, CEO do Grupo Conexão.

Alguns marcas famosas fazem parte da rede de parceiros do Conexão de Vantagens, como Amazon, Max Milhas, Hotel Urbano, Open English, Mr. Cupcake Confeitaria, Kalaz Restaurante, Petz e muitos outros. Ao todo, são 16 tipos de segmentos oferecidos pelo clube, são eles: automotivo, casa e decoração, beleza, educação, eletrodoméstico, eletrônico, entretenimento, esporte, gastronomia, livros, moda, pet shop, presentes, saúde, serviços e viagem.

Sobre o Grupo Conexão

O Grupo Conexão é uma holding de tecnologia composta por 12 empresas e mais de 2.200 colaboradores, servindo mais de 400 mil lares e 20 mil clientes empresariais não só nas capitais, como também no interior de seis estados do Nordeste e no Sudeste do Brasil: Cabo Telecom (RN e PB), Multiplay, Ideia Telecom, Agily e Meganet (CE), Conexão, Direta, Mega, Outcenter, Starweb e Alegra, (SP, MG e BA).

O grupo integra companhias que contam com décadas de experiência e pioneirismo local fornecendo os serviços de TV por assinatura, internet banda larga e telefonia VoIP, através de uma rede segura de tecnologia híbrida de quase 8 mil km de fibra óptica e mais de dois mil km de cabo coaxial (HFC) de qualidade, sem perder a regionalidade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

SUBIU DE NOVO: Petrobras sobe preços da gasolina e do gás de cozinha em 7,2%

Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker

A Petrobras anunciou nesta sexta (8) aumentos de 7,2% nos preços da gasolina e do gás de cozinha em suas refinarias. O preço do óleo diesel, que foi reajustado na semana passada, permanecerá estável.

Segundo a estatal, o litro da gasolina vendida por suas refinarias passará de R$ 2,78 para R$ 2,98, um reajuste médio de R$ 0,20. Em nota, a empresa destacou que é o primeiro aumento em 58 dias.

Já o quilo do gás de cozinha passará de R$ 3,60 para R$ 3,86, alta de R$ 0,26. Assim, os 13 quilos necessários para encher um botijão custarão na refinaria o equivalente a R$ 50,15.

Segundo a estatal, os reajustes “refletem parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial, e da taxa de câmbio, dado o fortalecimento do dólar em âmbito global”.

Blog do BG com Folha de S.Paulo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

ENCALHOU: Leilão da ANP tem apenas 5 de 92 blocos de petróleo e gás arrematados

Divulgação

Apenas 5 blocos dos 92 blocos ofertados para exploração de petróleo e gás natural foram arrematados no leilão desta quinta-feira (7) da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP). Entre as áreas que não receberam proposta estão os lotes próximos a Fernando de Noronha – locais onde, segundo ambientalistas, a exploração oferece riscos à fauna marinha.

Nove empresas se inscreveram para participar da disputa, mas apenas duas fizeram ofertas. Apesar de inscrita, a Petrobras não fez nenhuma proposta.

O leilão teve uma arrecadação de R$ 37 milhões em bônus de assinatura, com investimentos previstos da ordem de R$ 136 milhões.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

Sefaz apreende R$ 330 mil em mercadorias irregulares no Estado

Divulgação

Mercadorias irregulares avaliadas em R$ 330 mil foram apreendidas pela Secretaria da Fazenda da Paraíba nesta semana, durante uma série de ações fiscais na Paraíba. Nas apreensões tinham cargas de milho, alho, feijão e confecções.

As operações aconteceram na cidade de Sumé, no Cariri, na rodovia PB-138, na Alça Sudoeste de Campina Grande e no município de Santa Terezinha, no Sertão paraibano.

De acordo com a Sefaz, as infrações resultaram em recolhimento de ICMS e multas de quase 65 mil, que já foram recolhidos aos cofres públicos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

SEM INTERMEDIÁRIO: Estado regulamenta venda de etanol de usinas direto para postos de combustíveis

Divulgação

O Governo da Paraíba publicou o Decreto 41.663/2021, que regulamenta a venda do Etanol Hidratado Combustível (EHC) para as usinas, tomando como base as medidas provisórias 1.063 e 1069 do Governo Federal, publicadas em agosto e setembro deste ano. Com a nova legislação, as usinas poderão comercializar o etanol combustível diretamente com os postos revendedores, excluindo um elo da cadeia, que são as distribuidoras.

O Decreto estadual torna as usinas substitutas tributárias, sendo, agora, também, as responsáveis, em caso de comercialização para os postos de combustíveis, de recolher o tributo do ICMS para a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB).

O Estado da Paraíba mantém as alíquotas de todos os combustíveis inalteradas há quase seis anos. O Etanol Hidratado Combustível, por exemplo, sofreu a última alteração em janeiro de 2016, quando a alíquota foi reduzida de 25% para 23%.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.