Covid-19

VÍDEO: Repórter de TV testa positivo para Covid ao vivo na Paraíba

Durante uma transmissão ao vivo, o repórter Rubens Junior, da TV Arapuan, afiliada da RedeTV! na Paraíba, recebeu o diagnóstico positivo para a Covid-19.

Durante a entrevista com a enfermeira que realizou o exame, o comunicador informou que sentia dores na cabeça, na garganta e febre no dia anterior.

O repórter fez o teste acompanhado do cinegrafista, que teve a detecção negativa para o novo coronavírus.

Rubens ainda informou que esta é a terceira vez que testa positivo para a Covid-19.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

FISCALIZAÇÃO: Lewandowski manda MPs estaduais tomarem “medidas necessárias” contra pais que não vacinarem filhos contra a Covid

Divulgação

Na tarde desta quarta-feira (19), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, determinou que todos os Ministérios Públicos estaduais e do Distrito Federal atuem contra pais que não vacinarem suas crianças contra a Covid-19.

O pedido original formulado pela Rede era para que os Conselhos Tutelares exercessem essa atribuição. Entretanto, segundo informações do STF, “o ministro achou por bem inserir os MPs nessa relevante tarefa de preservar a saúde das crianças”.

Lewandowski quer que os Ministérios Públicos Estaduais fiscalizem e apliquem multas em pais que se recusarem a vacinar seus filhos contra a Covid-19.

O ministro também abre prazo de 48 horas para os estados responderem alegações da União sobre irregularidades na vacinação das crianças.

Gazeta Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

DENÚNCIA: Menores de 4 anos foram vacinados contra a Covid-19 na Paraíba, diz deputada

Sérgio Lima/Poder360

A deputada federal, Carla Zambelli (PSL-SP), disse, nesta quarta-feira (19), durante entrevista na Arapuan FM, que dados do Ministério da Saúde apontam que cerca de 300 crianças foram vacinadas com imunizantes que não estariam autorizados ao público infantil.

Ela rebateu o Ministério Público Federal (MPF), após o órgão alegar que o fato ocorrido em Lucena, é um fato isolado. “Isso acontece desde o início da vacinação. Em todo o país milhares de crianças foram vacinadas com doses de adultos que não estão autorizadas para o público infantil”, afirmou.

Zambelli ainda dise que teve acesso a um relatório que mostra a existência de 24 crianças, entre 0 e 4 anos, vacinadas com a Astrazeneca, e 11 crianças entre 5 e 11 anos com o mesmo imunizante.  “Com a Coronavac, temos quatro crianças, entre 0 a 4 anos, e outras 17, entre 5 a 11 anos. Da Janssen só temos crianças vacinadas acima dos 12 anos, e da Pfizer, 58 crianças entre 0 e 4 anos e outras 207, entre 5 e 11 anos”, disse.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

ASSINTOMÁTICO: Faustão testa positivo para a Covid-19 e se afasta de gravações

Após se submeter a exames de rotina no início da semana Fausto Silva testou positivo para o Covid na manhã desta quarta-feira (19). Assintomático, está bem disposto e não sentindo absolutamente nada, mas será obrigado a cumprir o isolamento regulamentar.

Com relação aos programas da Band, não há problema quanto às suas exibições desta semana. Estão todos prontos, entre os quais, “Na Pista do Sucesso” e o “Churrascão”.

Os trabalhos da produção vão seguir normalmente, inclusive com gravações todos os dias, sob o comando de Anne Lotermann e João Guilherme.

Quanto ao Fausto, segundo os seus médicos, ele terá que cumprir este período de quarentena até domingo. Na segunda, fará um novo teste e, negativando, já poderá retornar às suas atividades normais.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

SURTO: Prefeitura do Sertão suspende atendimentos após prefeito testar positivo para a Covid-19

Foto: Reprodução

Após o prefeito da cidade de Jericó, no Sertão da Paraíba, Kadson Monteiro, e sevidores municipais testaram positivo para a Covid-19, o atendimento presencial teve que ser suspenso na prefeitura municipal até a próxima sexta-feira (21)

Segundo dados da secretaria de Saúde do Estado, 753 pessoas já foram diagnosticadas com a doença na cidade desde o início da pandemia e 15 morreram por complicações causadas pelo novo coronavírus, conforme apurou o Notícia Paraíba.

Kadson e os servidores dos setores financeiro, de compras e pessoal foram diagnosticados com a doença e  estão afastados das funções cumprindo em isolamento domiciliar.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

EM CAJAZEIRAS: Médico é afastado após negar atendimento a pacientes com Covid-19; Veja nota

Fotos: Reprodução

A direção do Hospital Regional de Cajazeiras (HRC) afastou um médico após denúncias de pacientes, de que ele teria negado atendimento na ala Covid-19 na última segunda-feira (18).

Na nota, a direção diz que “o profissional médico envolvido foi ouvido e afastado de suas funções para que possamos apurar de forma administrativa o que de fato ocorreu”.

O texto afirma ainda que o hospital matém “compromisso de atender todos os pacientes que apresentam perfil desta instituição, tanto os de fluxo habitual, como também pacientes com sintomas respiratórios”.

Veja nota:

Vimos através desta, esclarecer sobre o ocorrido na noite dessa última segunda feira (17), e sobre as providências adotadas por esta direção: Diante dos fatos narrados através de denúncias, sobre o ocorrido de que, um profissional médico do Hospital Regional de Cajazeiras, plantonista da Ala Covid, no período noturno na data 17/01/2022 (segunda feira), onde usuários do serviço relataram que o mesmo (médico) havia se negado atender os pacientes que aguardavam atendimento, deixamos claro que, tal ato, não é recomendado pela direção desta casa de saúde, tampouco pela Secretaria de Estado da Saúde. Após a gestão tomar conhecimento do caso, o profissional médico envolvido, foi ouvido e afastado de suas funções para que possamos apurar de forma administrativa, o que de fato ocorreu.

É importante reforçar que, mesmo com a situação exposta, mantemos o nosso compromisso de atender todos os pacientes que apresentam perfil desta instituição, tanto os de fluxo habitual, como também, pacientes com sintomas respiratórios. O Hospital Regional de Cajazeiras, prima pela humanização, bom atendimento e acolhimento aos nossos usuários, acima de tudo.

Reforçamos a população da cidade de Cajazeiras e região que, ao apresentar casos leves de sintomas gripais, procurem as Unidades Básicas de Saúde para receber o atendimento adequado, para não sobrecarregar os profissionais e o serviço, evitando assim, longas filas e falta de leitos para a assistência adequada de todos. Pacientes com essas características são de responsabilidade das Unidades Básicas de Saúde.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

PAXLOVID: Governo avalia compra de pílulas da Pfizer contra a Covid-19

Foto: Reprodução

Com o avanço de casos positivos de Covid-19 no Brasil, motivado pela disseminação da variante Ômicron, o Ministério da Saúde avalia a possibilidade de comprar a pílula antiviral Paxlovid contra o coronavírus, fabricada pela Pfizer.

O laboratório deve solicitar autorização para uso do novo medicamento à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nas próximas semanas.

De acordo com a farmacêutica, a pílula tem 89% de eficácia na prevenção de hospitalizações e mortes de pacientes de alto risco contaminados pelo novo coronavírus.

O medicamento deve ser tomado por cinco dias, logo após os primeiros sintomas da doença. O efeito da pílula bloqueia a replicação do vírus e impede a evolução da Covid-19 para quadros graves.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

ÔMICRON: Número de profissionais afastados por causa da Covid-19 é preocupante, afirma Conasems

Foto: Reprodução

O momento da pandemia de Covid-19 no Brasil é extremamente crítico e gera preocupação, de acordo com o presidente do Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Wilames Freire. Em entrevista à CNN nesta terça-feira (18), ele afirmou que 80% dos testes de antígeno para Covid realizados dão positivo.

Assim, com o avanço da variante Ômicron e o crescimento no número de casos da doença, o sistema de saúde tem sido cada vez mais impactado e pressionado, mas, segundo Freire, isso já era esperado, observando o que está acontecendo em outros países.

Para o presidente, a preparação atual faz com que o Brasil corra menos riscos de vivenciar situações parecidas a outros momentos da pandemia, como a falta de insumos e leitos. Porém, ainda é necessário cautela e segurança.

“Temos orientado os municipios a protegerem suas equipes médicas, para que nós possamos ter o mínimo de profissionais afastados. Se tivermos um grande número de profissionais, será muito difícil o combate à pandemia, pois não temos como repor estes profissionais”, afirmou após informar que a média de trabalhadores da saúde afastados está em torno de 10 a 15%.

Ele ressaltou a importância de se fazer uma campanha nacional pela vacinação, juntando governos federal, estadual e municipal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

INVESTIGAÇÃO: Ex-secretário de Saúde de Lucena presta depoimento ao MPF nesta quarta

Foto: MPF/PB

O Ministério Público Federal dá continuidade aos depoimentos das pessoas envolvidas no caso da vacinação de crianças de 5 a 11 anos em Lucena, que foram imunizadas com doses destinadas a adutos e fora da validade. Nesta quarta-feira (19) será a vez do ex-secretário de Saúde de Lucena, Antônio Paulo, além de outras mães que tiveram seus filhos imunizados de forma inadequada.

Desde o início da semana, foram ouvidos o prefeito de Lucena, Leo Bandeira, a técnica de enfermagem que aplicou a vacina, a agente comunitária de saúde que fazia a anotação das informações sobre os vacinados e uma mãe.

Nesta terça-feira (18) ficou decidido que as 49 crianças, das quais 13 receberam o imunizante dentro do prazo de validade e 36, que foram vacinadas com imunizantes vencidos, terão um acompanhamento médico durante 30 dias.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

Covid-19: quase 40% dos testes em JP são positivos e a cada 10 profissionais da saúde, dois estão contaminados

Somente nesta segunda-feira (17), a média de testes positivos para covid-19 em João Pessoa foi de 37% do total em cada um dos postos de testagem instalados na Capital paraibana. A informação é da diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Aline Grisi, divulgada no Balanço Geral com Émerson Machado e Sony Lacerda, na Rádio Correio 98 FM.

Além disso, ela revelou que a cada dez profissionais da Saúde que fazem o teste para Covid-19, uma média de dois está testando positivo para a doença em João Pessoa.

A diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Aline Grisi, revelou que, somente nesta terça-feira (18), quatro funcionários que trabalham diretamente com a coleta de testes positivaram para Covid-19 em João Pessoa. Mesmo com sintomas leves, essas pessoas precisam ser afastadas de seus cargos, em razão do perigo de contaminação.

Apesar do alto índice de resultados positivos para Covid-19, Aline Grisi considera que ainda não há urgência em buscar contratar novos profissionais. “Eu acho que ainda não há necessidade, mas os secretários de saúde já estão a frente, verificando e cuidando”, destacou.

Existe ainda a possibilidade de que os números de testes positivos cresçam. Em entrevista ao programa Balanço Geral, da Correio 98 FM, Aline Grisi ainda afirmou que os postos de testagem instalados pela Prefeitura de João Pessoa permanecem cheios também nesta terça-feira (18).

Ela acredita que o aumento no número de casos acontece em decorrência da variante Ômicron. “Provavelmente é a Ômicron porque ela é mais transmissível”, explicou.

Com informações ClickPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *