Educação

IFPB torna obrigatório o uso da máscara após aumento de casos de Covid na Paraíba

Foto: reprodução

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (10), através de videoconferência, o Comitê do IFPB responsável pelo enfrentamento da disseminação e combate à Covid-19 recomendou o uso de máscaras a partir do próximo dia 15/06/2022 em todas as dependências e ambientes do Instituto Federal da Paraíba.

Com isso, o Conselho Superior do IFPB divulgou Resolução tornando obrigatória a utilização de máscara facial nas dependências das unidades do IFPB, conforme disposições do Protocolo de Biossegurança.

A medida se aplicará aos servidores, agentes terceirizados, discentes e visitantes a partir da entrada e durante toda a permanência nas dependências das unidades do Instituto Federal da Paraíba.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Prazo de inscrição para o Enem 2022 termina neste sábado

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Termina neste sábado (21) o prazo de inscrição para as versões impressa e digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022. Todos os interessados em fazer o exame, isentos ou não, devem se inscrever pela Página do Participante. O exame será aplicado em todos os estados brasileiros, nos dias 13 e 20 de novembro.

Pagamento

Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possibilitou o pagamento da taxa por meio de PIX e cartão de crédito, além do tradicional boleto – Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança). Vale lembrar que, após selecionar a opção de pagamento, não será possível alterar a escolha. O prazo para pagar a taxa, no valor de R$ 85, vai até 27 de maio.

Nome social

O participante que se identifica e quer ser reconhecido socialmente pela sua identidade de gênero (participante transexual, travesti ou transgênero) e que já tem o respectivo nome cadastrado na Receita Federal será identificado pelo nome social no momento da inscrição. Contudo, será necessário confirmá-lo na Página do Participante, entre os dias 23 e 28 de junho.

Para os candidatos que querem ser identificados pelo nome social e não têm o respectivo nome cadastrado na Receita, o Inep orienta que seja feita a solicitação de tratamento após a inscrição, no período de 23 a 28 de junho, pela Página do Participante.

Para esse procedimento, será necessário apresentar uma lista de documentos de comprovação das condições que o motivam: foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido. Documentos enviados fora do prazo ou externos à Página do Participante não serão aceitos. Toda a documentação deverá ser anexada e enviada em formato PDF, PNG ou JPG, com tamanho máximo de 2 MB.

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni). Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes.

Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetro para acesso aos auxílios governamentais, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Agência Brasil 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

TARJA PRETA: Estudantes passam mal após tomarem remédio em escola estadual de CG

Foto: Reprodução

Pelo menos cinco alunos da Escola Estadual Professor Anésio Leão, no bairro da Palmeira em Campina Grande, apresentaram reações alérgicas após terem ingerido medicação tarja preta, oferecida por colega de classe. 

“A professora trouxe quatro alunos desmaiados, dormindo na carteira, então acionamos o Samu para prestar o socorro e depois entramos em contato com o conselho tutelar, para tomar providências sobre o ocorrido”, diz a gestora Maria Elza Moreira. Um quinto aluno também passou mal e foi socorrido.

Segundo a professora, uma jovem que alega ter problemas familiares, informou à direção que pediu ao padrasto a medicação identificada como Haldol, indicada para quadros convulsivos e tratamento de alucinações.

A estudante levou a medicação para a escola e ofereceu aos colegas como sendo para dor de cabeça e cólica. No Hospital de Emergência e Trauma, os adolescentes foram atendidos e já receberam alta.

Muitos pais relataram o consumo de drogas no interior do colégio.

O Conselho Tutelar e a Polícia Civil seguem acompanhado o caso e a situação familiar dos educandos.

Blog do Márcio Rangel

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Câmara aprova texto-base de projeto que cria regras para o ensino domiciliar

Foto: Reprodução

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (18), o texto-base de um projeto de lei que regulamenta a prática da educação básica domiciliar, conhecida como homeschooling, no país.

As sugestões de mudanças ao texto-base deverão ser votadas pelos deputados federais nesta quinta-feira (19).

O assunto é uma das principais pautas do presidente Jair Bolsonaro (PL) e foi, inclusive, colocado como uma das prioridades do governo no Congresso Nacional. O projeto não tinha sido analisado ainda devido à resistência de parte dos parlamentares.

No entanto, com maioria pela sua aprovação, os deputados federais aprovaram nesta quarta um requerimento de urgência para acelerar a tramitação do texto e, em seguida, votaram seu mérito. A oposição tentou obstruir a votação seguindo o regimento interno da Câmara, sem sucesso.

O projeto aprovado pelos deputados federais altera a lei que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional para prever a admissão da educação domiciliar, além da escolar.

Segundo o projeto, a educação básica domiciliar passa a ser admitida por livre escolha e sob a responsabilidade dos pais ou responsáveis legais pelos estudantes. A educação básica compreende os ensinos infantil, fundamental e médio.

O estudante deve ser matriculado anualmente e ter a opção pelo ensino domiciliar formalizada, pelos pais ou responsáveis, junto a uma instituição de ensino credenciada pelo órgão competente do sistema de ensino que ofereça a modalidade.

Já a instituição de ensino escolhida deve manter um cadastro dos estudantes em homeschooling nela matriculados, que deve ser atualizado e informado todo ano aos órgãos competentes.

No momento da formalização pelo homeschooling é preciso que seja apresentada comprovação de escolaridade de nível superior ou em educação profissional tecnológica, em curso reconhecido, por pelo menos um dos pais ou responsáveis legais pelo estudante ou por preceptor. Também é exigida a apresentação de certidões criminais da Justiça Federal e Estadual ou Distrital dos pais ou responsáveis.

Os conteúdos curriculares referentes ao ano escolar do estudante devem ser cumpridos de acordo com a Base Nacional Comum Curricular. Será admitida a inclusão de conteúdos curriculares adicionais pertinentes.

O Conselho Nacional de Educação ficará responsável por editar as diretrizes nacionais. Os sistemas de ensino deverão adotar as providências para assegurar e viabilizar o direito de opção dos pais ou responsáveis legais do aluno pelo homeschooling e sua aplicação prática.

CNN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Enem 2022 será aplicado nos dias 13 e 20 de novembro

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2022, tanto na versão impressa como na digital, serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro. O edital foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (29).

As inscrições devem ser feitas online entre os dias 10 e 21 de maio, na página do participante.

A opção pela versão impressa ou digital da prova deve ser feita no momento da inscrição. Quem optar por fazer a versão digital não vai poder prestar o exame em casa – ele vai ter que ser feito nos locais da prova, não sendo autorizado computador particular.

Aqueles que não conseguiram a isenção terão de pagar taxa de R$ 85 até o dia 27 de maio.

Nesta sexta-feira, aliás, termina o prazo de apresentação de recurso para aqueles candidatos que tiveram o pedido de isenção da taxa negado.

Outro prazo que se encerra é o para quem não teve aceita a justificativa de ausência nas provas do Enem 2021.

As notas do Enem podem ser usadas para ingressar no ensino superior em universidades públicas e privadas, e ainda para participar de programas federais como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Enem 2022: prazo para candidatos pedirem isenção da taxa de inscrição termina nesta sexta

Foto: Igor do Vale/g1

Os interessados em participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2022 podem solicitar isenção da taxa de inscrição apenas até esta sexta-feira (15). O procedimento deve ser feito na página do participante antes das 23h59.

Tem direito à isenção no Enem 2022 quem:

  • vai concluir o ensino médio em 2022, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública;
  • cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada;
  • tem renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (R$ 1.820);
  • ou participante que declara situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda.

O prazo também é válido para quem precisa justificar a ausência da edição de 2021. A justificativa é necessária para quem quer ter direto à isenção de taxa em 2022.

O resultado da solicitação de isenção e da justificativa de ausência será divulgado em 22 de abril. O candidato que não tiver o pedido aceito pelo Inep ainda poderá solicitar o recurso de 25 a 29 de abril.

g1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Governo Federal anuncia 12 mil pontos do Wi-Fi Brasil para escolas públicas

Foto: divulgação

O Governo Federal anunciou, nesta terça (12/4), a instalação de novos 12 mil pontos de Wi-Fi Brasil em escolas da rede pública no país, a ser implementada pelo Ministério das Comunicações (MCom).

Ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, adiantou que a implantação começa ainda neste mês de abril. Por ano, serão investidos R$ 85 milhões nesta ação. O anúncio foi realizado no Palácio do Planalto, em Brasília (DF).

“Estamos conectando 3 mil escolas por mês”, adiantou o ministro. “Do montante de escolas que não tinham internet — temos hoje sem internet ainda 14,5 mil — a gente está assinando contrato com a Telebras e com a RNP para conectar 12 mil escolas nos próximos quatro meses”, ressaltou. Apenas 2,5 mil escolas, de acordo com Fábio Faria, restarão para o segundo semestre.

“A promessa do Presidente será cumprida: ele recebeu o governo com mais de 25 mil escolas sem internet e vai entregar 100% das escolas conectadas”, acrescentou.

“Esse trabalho nosso, do passado e do presente, através do Ministério das Comunicações, tem realmente mostrado para o Brasil e para o mundo o nosso interesse e o nosso trabalho de integrar todo o Brasil através das comunicações”, ressaltou o presidente Jair Bolsonaro. “Vamos entregar todo o Brasil conectado até dezembro desse ano”, afirmou.

São parceiras do MCom na iniciativa a Telebras e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). A partir do trabalho conjunto, serão instalados 10 mil pontos em escolas ativas em áreas rurais e 2 mil em áreas urbanas.

A meta mais que dobra o número de escolas conectadas pelo Wi-Fi Brasil: até agora, 9.853 pontos de internet do programa estão em unidades de ensino (93% são rurais). Todos os estados e o Distrito Federal serão atendidos.

Na ação com a RNP, um chamamento público foi realizado e dele participaram em torno de mil provedores regionais: 37 mil propostas foram apresentadas para a conexão de 7 mil escolas. Em razão disso, o programa Wi-Fi Brasil passa a contar com a colaboração de provedores regionais, uma reivindicação antiga do setor, agora acolhida.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

ILEGAL: Governo da PB está proibido pelo TCE de contratar professores sem concurso

Foto: Divulgação/TCE-PB

O Tribunal de Constas do Estado determinou que a Secretaria de Educação da Paraíba, evite, a todo custo, contratar professores sem concurso público e convoque os candidatos já aprovados no certame realizado em 2019. Segundo uma denúncia feita ao TCE-PB, em janeiro de 2020, 875 professores foram contratados pela gestão estadual. Nesse período, nenhum candidato aprovado em concurso assumiu a titularidade do cargo.

“A SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO-SEECT juntamente com a SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO-SEAD devem fazer um planejamento para a substituição de todos os prestadores de serviço do Magistério Estadual por candidatos aprovados em concurso público, devendo, ainda, abster-se de contratar professores prestadores de serviço enquanto houver candidato habilitado do respectivo certame.” determinou o relator do processo, o Conselheiro Antônio Nominando Diniz Filho.

Na decisão, também foi aplicada uma multa ao Secretário de Educação do Estado, Cláudio Furtado, no valor de R$ 5 mil reais. O gestor da pasta também está proibido de contratar professores temporários pelo prazo de cinco meses, devendo substituí-los pelos que estão aprovados em concurso.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Instituto Federal da Paraíba elege primeira mulher ao cargo de reitora

Foto: Ascom

A comunidade do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) acaba de eleger, após mais de um século, a primeira mulher escolhida para dirigir a instituição no quadriênio 2022-2026.

Trata-se da doutora em Engenharia de Processos, a professora Mary Roberta Meira Marinho. A nova reitora foi eleita com mais de 92% dos votos válidos.

A experiência técnica aliada ao amplo conhecimento pedagógico e educacional foram os pontos fortes da campanha da gestora, que a caminhou ao cargo de dirigente máximo.

Todo esse acúmulo de conhecimento foi adquirido ao longo de sua história como ex-aluna do curso Técnico em Mecânica pelo IFPB, depois como professora do Ensino Básico e Tecnológico da instituição, além de ter ocupado cargos de Diretora de Ensino, Coordenadora de Curso e de Pró-reitora de Ensino do IFPB.

Outro importante cargo exercido por Mary Roberta foi sua condução a Presidente do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Graduação (Biênio 2018/2019).

Durante toda a campanha, a eleita se apresentou à comunidade de forma didática e detentora das questões abordadas e questionadas por docentes, técnicos-administrativos e discentes.

Apresentou seu plano de gestão para os próximos anos, além de ter apresentado suas ações na gestão do ensino à frente da pró-reitoria de Ensino do IFPB.

A consistência nos debates promovidos durante o processo eleitoral revelou uma gestora austera e segura de suas propostas, que dão continuidade à política de ensino do reitor Nicácio Lopes do Nascimento.

Para o atual reitor Nicácio Lopes, a conquista se reveste de muitos significados importantes, entre eles, ser a primeira mulher eleita no IFPB, quebrando paradigmas e conquistando espaços.

A reitora eleita vai conduzir uma instituição com cerca de 36 mil estudantes, 1414 docentes e 1075 técnicos-administrativos espalhados por 21 unidades em todo o Estado, entre Campus e Campus Avançado, além de um polo de inovação. São 121 cursos técnicos, 46 de graduação e 17 de pós-graduação.

“Eu atribuo essa vitória ao engajamento da comunidade que viu o trabalho de uma mulher dedicada ao IFPB e que luta diariamente pela melhoria da educação. Quero dizer que farei de tudo pra nunca deixarmos de esperançar por uma educação transformadora e de qualidade”, concluiu a primeira mulher eleita reitora do IFPB, Mary Roberta Meira Marinho.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

ABANDONO: Sem manutenção, escolas da PB oferecem riscos para o retorno das aulas presenciais

Esta semana, a Secretaria de Educação do Estado anunciu que vai divulgar um cronograma para o retorno das aulas 100% presenciais em todo o estado. Um avanço em meio ao retrocesso, já que a Paraíba é o único estado do país que ainda adota o ensino híbrido (presencial e online).

Mas o que chama a atenção é que as escolas da rede pública do estado não estão com condições de receberem os alunos, aliás, estão colocando toda a comunidade escolar em risco, como é o caso da Escola Estadual Cidadã Integral Técnica de Patos, Lynaldo Cavalcanti.

As fotos que o Blog do BG PB teve acesso, mostram que unidade escolar está totalmente abandonada, com vários buracos nos forros do teto, infiltrações por toda parte e com estruturas de ferro ameaçando desabar. As grades, que servem para proteger o prédio, já não oferecem segurança alguma.

Situação parecida é encontrada na ECI Manoel Medeiros de Araújo, no município de Vista Serrana, onde  a própria fachada reflete o abandono.

O governo do estado tem que correr contra o tempo para resolver todas essas pendências, já que as aulas presenciais devem ser retomadas em Maio.

 

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.