Educação

MEDALHA DE OURO: Paraibano Kleber Ramos da Silva é campeão brasileiro de ciclismo

O ciclista Kleber Ramos da Silva, o Bozó, se tornou neste domingo (24) campeão brasileiro de ciclismo ao vencer o Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada na categoria Elite, que ocorreu em Londrina, no Paraná.

A disputa foi realizada em um percurso de 146km com largada e chegada no Jardim Botânico da cidade. O atleta, natural de Soledade, interior da Paraíba, defendeu a equipe Memorial/Santos.

O paraibano conquistou a 17ª Volta Ciclística de Goiás no final do ano passado e o Gran Fondo em João Pessoa no último dia 11. Kleber também venceu o Torneio de Verão de Ciclismo, em 2010 e 2013, e o Tour do Rio de 2012.

ClickPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

UFPB lança consulta pública aos estudantes sobre retorno de aulas presenciais em 2022

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio da Pró-Reitoria de Graduação (PRG) e do Observatório de Dados da Graduação (ODG), lançou uma consulta pública à comunidade estudantil visando a obtenção de informações que respaldarão a tomada de decisão sobre o formato do próximo período letivo, 2021.2, na UFPB.

Clique aqui para acessar o formulário.

Para isso, a PRG está solicitando aos estudantes o preenchimento do formulário “Consulta aos Discentes sobre o Período 2021.2”.

O questionário, que deve ser preenchido até segunda-feira (25) via Google Forms, possui 19 questões tratando de temas como vacinação, saúde, percepções sobre o ensino remoto e retomada à presencialidade. A Pró-Reitora de Graduação, Profª Silvana Maciel, ressaltou a importância da contribuição discente nessa etapa de planejamento que deve definir os próximos passos da UFPB frente aos desafios impostos pela pandemia.

As definições sobre o período 2021.2 serão realizadas no Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), órgão deliberativo superior da Universidade em matéria de natureza acadêmica. O próximo período está previsto para iniciar em fevereiro de 2022.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Governo de Rondônia proíbe uso da linguagem neutra em escolas públicas e privadas

O Governo de Rondônia sancionou a lei n° 5.123, vinda da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO), que proíbe o uso da linguagem neutra nas escolas do estado. A medida foi publicada em diário oficial na terça-feira (19) e já está em vigor.

Segundo o texto, fica “expressamente proibida a linguagem neutra na grade curricular e no material didático de instituições de ensino públicas ou privadas, assim como em editais de concursos públicos”.

‘Menine’, ‘todes’, ‘amigues’ são exemplos da linguagem neutra, que também é conhecida como linguagem não-binária, uma alternativa de comunicação para pessoas que não se reconhecem com os gêneros masculino e feminino, ou, transitam entre os dois gêneros.

Também consta no texto da lei que as instituições de ensino e professores que não obedecerem podem sofrer sanções.

Segundo o Governo de Rondônia, a lei foi criada para estabelecer “medidas protetivas ao direito dos estudantes ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com a norma culta’.

G1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

ALPB aprova bonificação de 10% na nota do ENEM para alunos paraibanos ingressarem na UEPB

Foto: reprodução

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, na sessão híbrida desta quarta-feira (20), o Projeto de Lei 3.211/2021, de autoria do presidente da Assembleia Adriano Galdino, que garante aos alunos da rede pública e privada de ensino da Paraíba a bonificação de 10% na nota do candidato obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como processo de avaliação, para ingresso na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

De acordo com Adriano, para ter acesso ao benefício os alunos deverão comprovar que residem na Paraíba e que  tenham cursado todo o ensino médio em instituições do Estado. “Essa medida tem a intenção de aumentar as chances de que os paraibanos e as paraibanas tenham acesso à instituição no seu Estado, fortalecendo-se o direito à educação e o desenvolvimento regional, sem retirar a possibilidade de que os demais estudantes possam participar do processo seletivo”, justificou o presidente.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

“A gente andou 15 anos para trás”: alfabetização no Brasil retrocedeu durante a pandemia, diz FGV

Foto: Walla Santos

Durante a pandemia da Covid-19, o país retrocedeu 15 anos na alfabetização de crianças em um cenário que já não era considerado ideal pelos especialistas. O levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta que, em 2019, a taxa de crianças fora das escolas era de 1,39%. Em 2020, esse número saltou para 5,5%.

Os motivos que agravaram a situação foram a evasão escolar e pouco tempo em sala de aula, por conta das restrições impostas pelo coronavírus. Além disso, os investimentos considerados essenciais para a recuperação do patamar educacional antes da pandemia foram reduzidos em 93,5% dos municípios brasileiros, de janeiro a agosto de 2021, de acordo com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

Segundo o economista e pesquisador da FGV, Marcelo Neri, há um atraso educacional muito relevante. A grande piora foi observada nos alunos dos cinco aos nove anos de idade, grupo em que os indicadores educacionais estavam em maior melhora nos últimos 40 anos.

“O fato é que essa é uma idade (dos cinco aos nove anos) decisiva em termos de educação, e a gente andou 15 anos para trás. Sem falar no tempo de escola. Essa deterioração foi maior nos segmentos mais pobres. Na região Norte do país, a queda foi muito maior do que no Sul e Sudeste”, compara. Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Blog do BG com CNN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

DE VOLTA: UFPB determina retorno de servidores ao trabalho presencial

Foto: Angélica Gouveia/UFPB

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) publicou, nesta sexta-feira (15), portaria que dispõe sobre o retorno seguro ao trabalho presencial, para todos os servidores, durante a pandemia de Covid-19.

A norma também disciplina as situações em que os servidores poderão ter jornada de trabalho integralmente de forma remota. As novas regras já entram em vigor nesta sexta-feira (15), data da publicação.

A Portaria nº 1061, de 15 de outubro de 2021, assinada pelo Reitor da UFPB, Prof. Valdiney Gouveia, revoga a Portaria nº 125/GR/REITORIA/UFPB, de 8 de março de 2021 e os artigos 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25, 26, 28, 30 e 31 da Portaria nº 323/GR/REITORIA/UFPB, de 16 de outubro de 2020.

O novo documento estabelece que a jornada de trabalho dos servidores deverá ser cumprida integralmente de forma presencial, nos horários regularmente praticados nas unidades administrativas da Instituição, respeitando os protocolos de biossegurança.

Excepcionalmente, nas unidades administrativas em que a chefia imediata constatar não ser possível o distanciamento social mínimo com o quantitativo total de servidores, conforme protocolos de biossegurança, a jornada de trabalho diária dos servidores deverá ser cumprida de forma, preferencialmente, 50% presencial e 50% remota.

Alternativamente, a critério da chefia imediata, será permitido ao servidor trabalhar em dias alternados com jornada integral, complementando a carga horária semanal com atividades remotas nos demais dias.

Além disso, a Portaria estabelece que servidores docentes em cargos administrativos deverão exercer suas atividades presencialmente, dispensando esta obrigatoriedade para docentes que não tenham cargo de gestão e estejam em atividades remotas de ensino.

A Portaria da UFPB também determina o cumprimento dos protocolos de biossegurança. Entre eles, o desenvolvimento das atividades presenciais deverá respeitar o uso obrigatório de máscara, a higienização constante das mãos com álcool etílico 70ºINPM (líquido ou gel) ou com água e sabão, e a manutenção do distanciamento social conforme orientações da Comissão de Biossegurança Institucional (CBI), disponíveis no site da Comissão. A máscara facial é de uso obrigatório e cada servidor deverá providenciar a sua. Os ambientes de trabalho, as salas de aula e os laboratórios deverão ser sinalizados com a capacidade máxima de pessoas permitida em cada ambiente, respeitando o distanciamento social.

 

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

TUDO EM FAMÍLIA: Comissão aprova vagas para filhos estudarem na mesma escola onde os pais trabalham

Foto: Walla Santos

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou proposta que permite aos servidores da educação básica pública matricular seus dependentes na escola em que estão lotados, desde que nela sejam oferecidos a etapa e os anos escolares adequados à trajetória estudantil das crianças e dos adolescentes beneficiados.

Outra mudança introduzida por Luiz Lima foi limitar o direito apenas a escolas que atendem à etapa e aos anos escolares da educação básica em que o dependente deve estar matriculado.

Tramitação – A proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Blog do BG com Câmara dos Deputados

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

EDUCAÇÃO: Inscrições para isentos no Enem terminam neste domingo

Foto: Divulgação

Termina as 23h59 deste domingo (26) o prazo para participantes isentos que não compareceram ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 se inscreverem na edição 2021.

As inscrições foram abertas especificamente para esse público, que realizará as provas nas mesmas datas do exame para adultos privados de liberdade e para jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL): em 9 e 16 de janeiro de 2022. A isenção da taxa de inscrição do Enem 2021 também será assegurada.

As inscrições podem ser feitas na Página do Participante.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) formalizou o novo prazo de inscrição e os critérios por meio de edital complementar do Enem 2021 impresso, publicado na terça-feira (14).

Apesar da nova chance de inscrições, as provas do Enem 2021 estão mantidas para os dias 21 e 28 de novembro para todos os participantes que tiveram a inscrição confirmada no prazo previsto, conforme os editais do exame.

Calendário

O cronograma de aplicação do Enem 2021 para os isentos que não compareceram à edição 2020 tem o objetivo de garantir o direito de os participantes utilizarem o resultado do exame para acessar a educação superior, por meio de programas do Ministério da Educação (MEC), como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Com a nova oportunidade de participar do exame, esse público tem até domingo (26) para solicitar atendimento especializado. Já o prazo para solicitações de tratamento por nome social vai até a segunda-feira (27).

Com os novos prazos, pessoas privadas de liberdade tiveram as inscrições prorrogadas até sexta-feira (24).

Enem 2021

Ao todo, 3.109.762 pessoas tiveram as inscrições confirmadas para o Enem 2021, até o momento. O número corresponde ao total de participantes das duas versões do exame (impressa e digital). O Inep registrou 3.040.871 inscritos para a versão em papel. Para a modalidade digital, que teve as 101.100 vagas ofertadas preenchidas durante o período de inscrições, foram confirmados 68.891 participantes.

Agência Brasil 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraíba

PATRIMÔNIO IMATERIAL: Comissão da ALPB aprova reconhecimento do curso de direito da UFCG

Imagem: Reprodução

A Comissão de Educação, Cultura e Desportos da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, durante sessão remota na tarde desta quinta-feira (23), o projeto de lei 2.817/2021, do deputado Júnior Araújo (AVANTE), que reconhece como Patrimônio Imaterial do Estado da Paraíba o curso de direito do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais da Universidade Federal de Campina Grande, Campus Sousa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

“ISENTONA”: Pais precisam assinar documento assumindo os riscos caso filhos sejam contaminados pelo coronavírus durante aulas presenciais em Campina Grande

Os pais que desejarem que os filhos participem das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino de Campina Grande, terão que assinar um termo de responsabilidade isentando completa e absolutamente a secretaria de Educação por qualquer contaminação com o coronavírus que as crianças venham a apresentar após o início das aulas presenciais marcadas para serem iniciadas dia 20 de setembro.

Foto: Divulgação

O documento foi entregue aos pais para ser assinado durante uma reunião realizada por funcionários da Educação em uma das escolas que integram a rede municipal de ensino ao qual o Blog do BG teve acesso.

Sendo assim, a secretaria de Educação campinense está totalmente liberada de responsabilidades com relação a quaisquer casos contaminação de seus alunos pelo vírus da Covid-19.

Foto: Divulgação

Ficou estabelecido pela Secretaria de Educação para o próximo dia 20 de setembro o retorno das aulas com 50 % dos estudantes das turmas dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) e 1º e 2º ciclos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

As aulas presenciais vão acontecer às segundas, terças, quintas e sextas-feiras com, no mínimo, 04 (quatro) horas diárias para cada turno escolar.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *