Paraíba

VÍDEO: Macaco é salvo de ataque de cães por moradores, em Santa Rita

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Portal BG PB (@blogdobgpb)

Uma cena chamou atenção na tarde desta segunda-feira, 16, em uma rua do bairro Jardim Planalto, em Santa Rita.

Um macaco passava pelo local e estava sendo atacado por cães. Foi nesse momento, que moradores de um condomínio residencial localizado nas proximidades capturaram o animal, evitando assim, que ele fosse morto pelos cachorros.

Os moradores acionaram a Polícia Ambiental para pegar o animal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Moro terá que prestar depoimento à Polícia Federal sobre domicílio eleitoral em SP

Foto: reprodução/Instagram

O Ministério Público Eleitoral (MPE) de São Paulo determinou à Polícia Federal a instauração de inquérito para investigar se o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) cometeu fraude na mudança de seu domicílio eleitoral do Paraná para São Paulo.

O promotor solicitou ainda que o casal preste depoimento.

A denúncia feita pela empresária Roberta Luchsinger afirma que Moro e Rosângela fizeram a mudança de domicílio sem ter “qualquer vínculo” com São Paulo.

Os dois se filiaram recentemente ao União Brasil e cogitam ser candidatos à Câmara dos Deputados ou ao Senado Federal pelo estado.

Hoje, para fazer a troca de domicílio, a legislação exige residência de ao menos três meses no novo local. Porém, uma jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabelece que o domicílio eleitoral também ocorre pela constituição de “vínculos políticos, econômicos, sociais ou familiares”.

A defesa de Moro justifica que o ex-ministro estabeleceu São Paulo como sua base política desde que voltou dos Estados Unidos, em novembro, e se filiou ao Podemos. Diz ainda que ele passou a residir na capital paulista, no Hotel Intercontinental, cumprindo “agendas semanais” e “valendo-se da cidade como seu hub”.

Desde março, Moro passou a morar com sua mulher em um flat na Zona Sul, endereço que incluiu no cadastro junto à Justiça Eleitoral e onde diz ter um contrato de locação.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polêmica

NUDES: Vereador Cipó de Ingá, vaza foto do “Cipó” em grupo de whatsapp

Foto: Reprodução/Redes sociais

O vereador Cipó, da Câmara Municipal de Ingá, vazou uma foto íntima em um grupo de WhatsApp, nesta segunda-feira (16). Ele disse que foi sem querer e que foi surpreendido por amigos.

Na imagem, vereador é visto de baixo para cima, estando em evidência o pênis, o braço atravessado sobre a barriga e o rosto dele.

Após o ‘nude’ vazar no grupo no WhatsApp, o vereador Cipó explicou que a foto foi enviada sem a vontade dele. O parlamentar contou que foi provocado por amigos que disseram que ele “não tinha nada” em relação ao tamanho do pênis.

O vereador, então, segundo versão relatada por ele em áudios ainda no WhatsApp, teria mostrado o pênis ereto e os amigos o teriam surpreendido fazendo a foto no momento em que ele mostrava o genital.

Foto: reprodução

“Qualquer coisa dá um alô aí no grupo dizendo que o menino bateu sem querer, bateu de sacanagem e saiu sem querer a foto”, pede o vereador em um dos áudios que o ClickPB teve acesso.

ClickPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Judiciário

Tribunal de Justiça do Rio arquiva denúncia por ‘rachadinhas’ contra Flávio Bolsonaro

Foto: Sergio Lima/Poder 360

A Justiça do Rio de Janeiro arquivou nesta segunda-feira (16) a denúncia contra o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) no caso das rachadinhas. A decisão é da Corte Especial do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) e foi tomada pouco depois de o procurador-geral de Justiça do Rio, Luciano Mattos, pedir a anulação da denúncia contra Flávio.

A solicitação tem como base a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que anulou decisões proferidas nas investigações da rachadinha. Foram derrubadas medidas cautelares que contribuíram para a obtenção de provas.

A Corte também anulou quebras de sigilo bancário e fiscal determinadas ao longo das investigações. O que forçou a promotoria a apresentar uma nova versão da denúncia contra o senador.

Além disso, em novembro de 2021, a 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) reconheceu que Flávio tem foro privilegiado. Na ocasião, a Corte analisou um pedido do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra decisão que retirou da 1ª Instância a investigação contra o senador. Para o senador, a 2ª Instância do Judiciário é que deve processar e julgar seu caso.

Em nota, a advogada do senador, Luciana Pires, disse que o caso “está enterrado”. 

“O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro entendeu por rejeitar a denúncia envolvendo o Senador Flávio Bolsonaro. O STJ já havia anulado todas as provas. A defesa entende que o caso está enterrado e caso haja qualquer desdobramentos serão tomadas as medidas judiciais cabíveis”, declarou.

Flávio foi denunciado em novembro de 2020 pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, apropriação indébita e peculato (uso de dinheiro público para fins pessoais).

A investigação mira repasses de salários de servidores do antigo gabinete de Flávio na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) ao ex-assessor Fabrício Queiroz, prática popularmente conhecida como “rachadinha”.

Segundo a denúncia, Flávio seria o líder de uma organização criminosa que desviou R$ 6 milhões dos cofres da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) por meio da contratação de funcionários que repartiam parcial ou integralmente os seus salários com o ex-assessor Fabrício Queiroz, apontado como operador financeiro do esquema.

A investigação do MP-RJ foi aberta em 2018 após relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) identificar movimentações atípicas de R$ 1,2 milhões nas contas bancárias do ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz, que trabalhava para Flávio na Alerj.

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esporte

FUTEBOL: Michelle Ramalho registra chapa para concorrer reeleição na Presidência da FPF

Foto: Divulgação

Michelle ramalho registrou, na tarde desta segunda-feira (16), a chapa que vai disputar a reeleição para presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF).

Em entrevista ao programa Hora H, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Wallison Bezerra, na Rede Mais Rádio, Michelle Ramalho agradeceu o apoio que tem recebido dos clubes para que ela tenha mais um mandato a frente da instituição.

“O sentimento é de gratidão a todos os clubes. Sei da minha responsabilidade perante os clubes tendo em vista essa confiança depositada em mim e em toda gestão. Eu estou muito feliz e grata”, afirmou.

MaisPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

ELEIÇÕES 2022: Doria levará o PSDB a uma grande derrota, diz Aécio

Foto: Reprodução/ Rede Sociais

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) declarou, nesta segunda-feira (16), em entrevista à CNN, que o pré-candidato à Presidência da República João Doria, se for até o fim, levará o partido a uma grande derrota.

“Eu acho que Doria será um candidato que levará, se for até o final, o PSDB a uma grande derrota. Mas ele venceu as prévias, contra o nosso, contra todas as nossas manifestações”, afirma Aécio, que apoiou o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Na opinião do parlamentar, seria “mais legitimo, é aqueles que bancaram a candidatura de Doria, deram a ela instrumentos para vencerem as prévias, e me refiro ao presidente [do PSDB] Bruno Araújo, ao governador Rodrigo Garcia, seria muito mais correto que eles se sentassem de frente com o candidato, junto com outros governadores, outros parlamentares” e dissessem: “sua candidatura trará esses e esses prejuízos ao país, com as nossas candidaturas, ao governo de São Paulo, em especial.”

Aécio não concorda com a contratação de uma pesquisa para definir a candidatura única da terceira via junto ao MDB e o Cidadania, e considera que a alternativa colocará “o PSDB no colo de uma outra candidatura que se sequer nós sabemos se será candidatura, que é da senadora Simone [Tebet, pré-candidata pelo MDB], a quem eu respeito profundamente.”

Com informações CNN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

APÓS 3 ANOS: Preso o assassino do ator Rafael Miguel e nº 1 na lista de criminosos mais perigosos de SP

Divulgação

Quase 3 anos depois da morte do ator Rafael Miguel e dos pais dele, o réu Paulo Cupertino Matias foi preso nesta segunda-feira (16), em São Paulo. O crime ocorreu em 9 de junho de 2019.

Policiais da 6ª. Seccional fizeram a prisão e encaminharam o preso para o 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo. Cupertino vai ser levado ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito e depois vai para a Divisão de Capturas, no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Centro da capital paulista. Depois, ele ficará à disposição da Justiça.

Segundo o delegado da 6ª seccional, a equipe de policiais recebeu uma informação de que Cupertino estaria na capital paulista, foram checar e encontraram o procurado.

Incluído na Difusão Vermelha da Interpol, Cupertino era o primeiro nome da lista dos criminosos mais perigosos e procurados de São Paulo.

De acordo com o Ministério Público (MP), o empresário assassinou a família porque não aceitava o namoro de Isabela Tibcherani, a sua filha de 18 anos à época, com o artista. Vídeos gravados por câmeras de segurança mostram o momento em que ele atira 13 vezes em Rafael, que tinha 22 anos, e nos pais do ator: João Alcisio Miguel, de 52, e a mãe Miriam Selma Miguel, 50.

Cupertino é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas. Ele, que atualmente tem 50 anos, nunca constituiu um advogado para defendê-lo. Além do empresário, dois amigos dele são réus no mesmo caso por terem ajudado o assassino a fugir.

O assassinato foi cometido na frente da casa onde Isabela morava com a mãe, no bairro da Pedreira, Zona Sul da capital paulista. As duas não foram baleadas por Cupertino e sobreviveram. O empresário fugiu.

G1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

DEBOCHADO: Musk usa emoji de cocô para ironizar chefe do Twiter

Divulgação

O bilionário Elon Musk usou um emoji de cocô para ironizar o presidente-executivo do Twitter, Parag Agrawal, sobre como é feita a estimativa de contas falsas na rede social.

No sábado (14), Musk revelou que, para estimar a quantidade de contas falsas e de spam, o Twitter utiliza uma amostra de 100 perfis. Em seguida, ele disse que a equipe jurídica da empresa o acusou de violar um acordo de confidencialidade ao divulgar o tamanho da amostragem.

Em uma sequência de tuítes publicados nesta segunda-feira (16), Agrawal voltou a afirmar que menos de 5% dos usuários diários da rede social são contas voltadas para spam.

“Nossa estimativa é baseada em várias revisões humanas (em réplicas) de milhares de contas, que são amostradas aleatoriamente, de forma consistente ao longo do tempo, de contas que contamos como usuários diários ativos e monetizáveis. Fazemos isso a cada trimestre e fazemos isso há muitos anos”, publicou Agrawal.

O executivo afirmou que cada revisão humana é baseada nas regras do Twitter sobre spam e usa dados públicos e privados para chegar a uma conclusão sobre cada caso.

Em resposta a Agrawal, Musk ironizou: “Já tentou ligar para eles?”

Agrawal disse que, diariamente, o Twitter suspende mais de 500 mil contas por spam. Ele também afirmou que, em casos de suspeita de spam, a plataforma bloqueia o acesso e exige que os usuários comprovem que são humanos por meio de códigos “captcha” e verificações por telefone.

O presidente-executivo do Twitter apontou ainda que as estimativas sobre contas de spam estão bem abaixo dos 5% divulgados pela empresa, mas alegou que não pode revelar a projeção exata.

“Infelizmente, não acreditamos que essa estimativa específica possa ser divulgada externamente, dada a necessidade crítica de usar informações públicas e privadas (que não podemos compartilhar)”, escreveu Agrawal.

Musk respondeu com um emoji de cocô e questionou: “Então, como os anunciantes sabem o que estão recebendo pelo seu dinheiro? Isso é fundamental para a saúde financeira do Twitter”.

G1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paraíba

MENOS DOIS: Suspeitos de ataque a carro-forte morrem após trocar tiro com a Polícia

Divulgação

Dois suspeitos de participar do assalto a um carro-forte no fim da manhã desta segunda-feira (16) na BR-230, próximo ao município de Aparecida, no Sertão do Estado, morreram após trocar tiros com a Polícia Militar.

A Polícia informou que os bandidos foram localizados na Zona Rural de Santa Cruz, resistiram à abordagem e começaram a efetuar disparos contra as guarnições. Feridos, os dois chegaram a ser socorridos para o Hospital Regional de Sousa na carroceria de uma viatura, mas não resistiram aos ferimentos.

O grupo explodiu o carro-forte e fugiu soltando grampos na pista. Dois veículos, sendo um Jeep Renegade e uma Duster, foram incendiados na fuga. Segundo a PM, houve roubo de dinheiro, mas não foi confirmada a quantia.

A ação criminosa contou com a participação de cerca de nove suspeitos. Os demais integrantes da quadrilha ainda não foram localizados.

MaisPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esporte

CAMPINA GRANDE: Juíza autoriza venda de bebida alcoólica no Estádio Amigão

Divulgação

A juíza Silmary Queiroga Vita, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande, deferiu medida liminar autorizando a venda de bebidas alcoólica no Estádio Amigão.

A decisão, que foi divulgada nesta segunda-feira (16), atende ao pedido de um comerciante que afirma conseguido o direito  de usar os bares e restaurantes do Estádio, mas estava impedido de vender bebida alcoólica de acordo com Estatuto do Torcedor.

A alegação é que o Estatuto do Torcedor estaria em desconformidade com a Lei Estadual nº 11.644 que permite e regulamenta a comercialização de bebidas fermentadas com teor alcoólico abaixo dos 15% em eventos e praças esportivas do Estado da Paraíba.

A magistrada entendeu que os termos firmados com o comerciante contrariou a lei local e que já há entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a liberação da venda de bebida alcoólica em estádios.

Ela mandou oficializar a Secretaria Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer e o administrador do Estádio Amigão para  cumprimento da tutela concedida em cinco dias.

MaisPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.