Brasil

TSE vai exigir de campanhas declaração sobre uso de inteligência artificial

ImagemFoto: Antonio Augusto/Secom/TSE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deve votar amanhã (27) as instruções normativas que vão reger a disputa municipal deste ano. Entre as regras, a mais polêmica é sobre o uso de inteligência artificial pelas campanhas. Além de ser um tema inédito, o tribunal se depara com a dificuldade de controlar essa arma de manipulação da realidade.

No texto que será levado à votação, a relatora das normas, ministra Cármen Lúcia, previu que as propagandas de candidatos têm o dever de explicitar o uso de inteligência artificial, fazendo constar obrigatoriamente do material dos candidatos essa informação.

O texto ainda deve receber sugestões dos demais ministros. Uma das preocupações é como a Justiça Eleitoral vai controlar as propagandas não oficiais dos candidatos – como, por exemplo, vídeos divulgados em redes sociais com adulterações da realidade para a divulgação de notícias falsas sobre adversários políticos.

Carolina Brígido – UOL

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Em ato na Av. Paulista, Bolsonaro pede anistia para presos pelo 8 de janeiro

Foto: reprodução/CNN Brasil

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu para deputados e senadores, neste domingo (25), apoio a um projeto de anistia para os presos pelos ataques de 8 de janeiro às sedes dos Três Poderes.

A fala aconteceu durante ato na Avenida Paulista, em São Paulo.

“É por parte do Parlamento brasileiro, é uma anistia para aqueles pobres coitados que estão presos em Brasília. Nós não queremos mais que seus filhos sejam órfãos de pais vivos. A conciliação, nós já anistiados no passado, quem fez barbaridade no Brasil”, disse Bolsonaro.

“Agora, nós pedimos a todos 513 deputados, 81 senadores, um projeto de anistia, para que seja feita justiça no nosso Brasil”, prosseguiu.

Bolsonaro ainda afirmou que não concorda com quem depredou o patrimônio público e que quem o fez, deve pagar.

As penas, de acordo com o ex-presidente, “fogem ao mínimo da razoabilidade”.

“Nós não podemos entender o que levou poucas pessoas a penarem tão drasticamente, esses pobres coitados que estavam no 8 de janeiro de 2023”, finalizou.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

VÍDEO: Confira imagens aéreas do ato convocado por Bolsonaro na av. Paulista

Imagens aéreas da av. Paulista feitas durante o ato convocado por Bolsonaro neste domingo (25) foram divulgadas nas redes sociais pelo secretário da Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite.

O secretário explicou que está monitorando a segurança da manifestação. “Nossos policiais estão trabalhando para que o direito ao livre exercício da democracia seja cumprido”.

“Além de equipes do Comando de Policiamento da Região Central, o efetivo é composto por policiais da Força Tática, Rocam, 7º Baep, Batalhão de Choque, Cavalaria, Policiamento de Trânsito e Comando de Aviação da Polícia Militar”, completou Derrite.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

VÍDEO: bolsonaristas protestam na avenida Paulista ao som de música de paraibano contra a ditadura

Em um vídeo que circula nas redes sociais, bolsonaristas aparecem cantando a música ‘Para Não Dizer Que Não Falei das Flores’, do paraibano Geraldo Vandré, durante protesto na Avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25).

A música, também conhecido como “Caminhando”, se tornou um dos maiores hinos da resistência ao sistema ditatorial militar que vigorava na época, defendido pela maioria dos bolsonaristas.

A composição foi censurada pelo regime e Vandré foi perseguido pela polícia militar, tendo que fugir do país e optar pelo exílio para evitar represálias.

Sobre a manifestação
O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) convocou para este domingo (25) uma manifestação na Avenida Paulista, em São Paulo.

A ideia, segundo organizadores do evento é rebater acusações de que o ex-presidente teria participado de um plano de golpe de Estado e exaltar o estado democrático de direito.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

“Não vejo razão para o presidente se desculpar”, diz Celso Amorim a Netanyahu

Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência BrasilAssessor especial da Presidência da República para assuntos internacionais, o ex-chanceler Celso Amorim, 81, diz que está um pouco pessimista quanto às chances de interlocução com o governo de Israel, sem que Tel Aviv, nas palavras dele, pare com a matança na Faixa de Gaza.

“Na situação atual não há como negociar”, afirma. Conselheiro do presidente Lula, o diplomata também classifica de genocídio a ofensiva israelense em Gaza e reclama de “uma estranha aliança” de Israel com a extrema direita brasileira.

Sobre a cobrança para que Lula peça desculpas a Israel por ter equiparado as ações em Gaza aos métodos de Hitler, Amorim é taxativo. “Vai ficar pedindo. Se é que ele está insistindo mesmo. Não sei se ele [Binyamin Netanyahu] faz isso por demagogia interna ou por qualquer outra razão, mas certamente se ele está esperando isso não vai receber. Não posso falar pelo presidente, mas eu não vejo nada, não vejo razão para o presidente se desculpar”, disse Celso Amorim em entrevista à Folha de S. Paulo.

Entrevista completa na Folha de S. Paulo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

VÍDEO: Popó atropela Kleber Bambam e nocauteia em apenas 36 segundos

Foto: Mariana Lima/FMS

Bambam prometeu chocar o mundo. Mas ninguém ficou em choque ao ver, na verdade, Acelino Popó Freitas nocautear o campeão do BBB 1 com apenas 36 segundos de luta, ainda no primeiro round de até seis previstos. O tetracampeão mundial de boxe aplicou dois knockdowns e não deixou Bambam em condições de seguir na luta, obrigado o árbitro a encerrar o combate na luta principal do Fight Music Show 4, na Vibra São Paulo, arena na capital paulista.

Depois da vitória, primeiro Popó destacou a importância de Bambam para promover a luta, além de lembrar que nessa mesma arena fez uma defesa de cinturão quando era campeão mundial de boxe.

– Há quatro dias fez 24 anos que lutei aqui (na mesma arena). Digo com toda a humildade, com todo respeito ao Bambam, ele foi responsável em toda essa casa estar cheia hoje. O que ele me provocou, ele provocou tipo assim, “quero ver esse Popó derrubar esse cara”. Quem tá aqui hoje veio pra ver isso, não só por causa de mim, só tava âncora ali pra derrubar ele. Ele foi o cara que fez todo o marketing, que encheu e deu todas as audiências.

Na sequência, porém, Popó não aliviou para o campeão da primeira edição do BBB e disparou sobre o influenciador.

– Você me desrespeitou muito. Você desmereceu meu boxe, meu esporte. Quando você desmerece alguem que é do esporte, você está desmerecendo o boxe. Me respeita, respeita a minha família. Deu até as costas pra mim de tão frouxo que você é. Você falou que seu soco é tipo um foguete, mas é tipo o do Elon Musk, deu de ré.

Combate

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Empresas gastam valor equivalente a 1,7% do PIB para se proteger da violência; custo chega a R$ 170 bilhões por ano

Foto: DANIEL TEIXEIRA

As empresas brasileiras gastam, por ano, cerca de R$ 171 bilhões para tentar evitar episódios de violência, segundo uma compilação feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgada no Atlas da Violência. O número equivale a 1,7% do PIB de 2022, o último ano com os dados completos disponíveis.

O gasto direto das empresas na área é apenas parte do custo social e econômico imposto pela violência no Brasil. Estima-se que o custo total com segurança no Brasil represente, por ano, 5,9% do PIB, o equivalente a R$ 595 bilhões, ainda segundo o Ipea. A conta inclui, além dos gastos com segurança privada, as despesas do governo e as perdas de produtividade com homicídios.

Estudos similares chegarem a resultados parecidos. Em 2018, durante o governo do presidente Michel Temer, a Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos, ligada à Secretária-Geral da Presidência, publicou relatório que apontava para um crescimento substancial dos custos econômicos com a criminalidade: entre 1996 e 2015, eles representavam 4,38% do PIB.

Outro estudo do mesmo ano sobre segurança pública, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria, estimava perda anual de 5,5% do PIB, o que equivaleria a um imposto de cerca de R$ 1,8 mil pagos por cidadão, por ano, em valores da época.

O setor de segurança privada movimentou R$ 36,3 bilhões em 2021, segundo a última estimativa da Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist). Ele engloba 4.804 empresas e emprega 485 mil vigilantes privados, segundo dados de 2023 do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Outro setor que serve de termômetro da preocupação das empresas com a violência é o de seguros. Duas categorias bastante consumidas pelas empresas são as de seguros de transportes, que arrecadou R$ 5,3 bilhões em 2023, e a de seguros empresariais, que movimentou R$ 3,9 bilhões, segundo a Confederação Nacional das Seguradoras.

As indenizações pagas, no ano passado, foram bilionárias. As seguradoras pagaram R$ 2,6 bilhões em transportes e R$ 1,7 bilhão por incidentes empresariais.

Com informações de Estadão Conteúdo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Recompensa por informações que levem à captura de fugitivos de Mossoró é de R$ 15 mil

A recompensa oferecida pelo Governo Federal por informações que levem à captura de Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça é de R$ 15 mil. Ambos fugiram do Presídio Federal de Mossoró no dia 14 de fevereiro.

As denúncias podem ser feitas pelo Disque Denúncia 181, pelo WhatsApp da Sesed (84) 98132-6,57 ou ainda pelo APP Segurança Cidadã, e também pelo e-mail [email protected]

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Em 14 meses de mandato, Lula é alvo de 19 pedidos de impeachment na Câmara; veja os motivos

Lula é alvo de 19 pedidos de impeachment (Foto: Ricardo Stuckert/ PR- 20.12.2023)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é alvo de 19 pedidos de impeachment desde que assumiu o terceiro mandato. O mais recente é motivado pelas críticas às ações de Israel no confronto na Faixa de Gaza.

Desse total, dois foram arquivados e os 17 restantes permanecem sob análise da Câmara dos Deputados (confira as alegações mais abaixo). Agora cabe ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), decidir se acolhe ou não as solicitações para iniciar um processo.

Com o montante, Lula desponta como o presidente com o maior número de pedidos do tipo no primeiro um ano e dois meses de gestão, acumulando mais que o dobro do que tinha o ex-presidente Jair Bolsonaro no mesmo período.

Foram sete solicitações de impeachment contra Bolsonaro nos primeiros quatorze meses de mandato. Apesar do número inferior, o antecessor de Lula é o recordista de denúncias do tipo, somando 158 requerimentos.

Até mesmo presidentes que sofreram o impeachment tiveram menos pedidos protocolados no primeiro ano de mandato. No caso de Dilma Rousseff (2011-2016), não houve registro no ano inicial de gestão. Já Fernando Collor (1990-1992) teve duas denúncias do tipo no período. No total, a petista acumulou contra ela 68 requerimentos, enquanto o petebista foi alvo de 29.

Veja quais são as alegações contra Lula:

• Cometimento de crime de responsabilidade pela dispensa indevida do processo de licitação para compra de móveis de luxo;

• Atuação e suposta omissão em evitar os atos extremistas do 8 de Janeiro;

• Tentativa de impedir a instalação de comissões parlamentares de inquérito para apurar o 8 de Janeiro;

• Declaração em que critica o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro e afirma: “Fod*** esse Moro”;

• Recepção, no Brasil, do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro;

• Pronunciamento no 26º Foro de São Paulo em que Lula afirma sobre: combater o patriotismo, orgulho de ser chamado de comunista e o conceito de democracia ser relativo;

• Cometimento de crime de responsabilidade por fala sobre derrotar o “bolsonarismo”;
• Suposto empréstimo de US$ 1 bilhão à Argentina e barrar avanço de Javier Milei durante as eleições argentinas; e

• Cometimento de crime de responsabilidade por permitir que Rosângela Lula da Silva, a Janja, sem ocupar nenhuma função pública, possa “assumir a agenda presidencial”.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Bolsonaro diz que discurso no ato em São Paulo será ‘dentro das 4 linhas’

ImagemFoto: reprodução/YouTube

O ex-presidente Jair Bolsonaro promete manter o discurso na avenida Paulista, em São Paulo (SP), neste domingo (25), ‘dentro das quatro linhas’ da Constituição.

“Lá não é um palanque para ninguém aí se projetar e também não é um local para a gente fazer discurso que não tenha substância, com bastante objetivo, dentro das quatro linhas”, afirmou Bolsonaro.

Mas o discurso, segundo ele, será no improviso, o que sempre carrega um grau de imprevisibilidade, em se tratando do ex-presidente. “Em discurso, não me sinto bem lendo”, disse ao Blog do Nolasco, do portal R7.

Além de Bolsonaro, a ex-primeira-dama Michele Bolsonaro deve fazer uma oração, e o pastor Silas Malafaia e parlamentares devem discursar.

O ex-presidente convocou uma manifestação na avenida Paulista como forma de sentir o tamanho do apoio popular que possui em meio a acusações de ter planejado executar um golpe de estado no país, processos que estão sob análise do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes. Bolsonaro nega as acusações.

Blog do Nolasco, R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.