Saúde

Vacinação de crianças contra Covid-19 começa neste sábado na Paraíba

As primeiras 23.600 doses para a vacinação contra Covid-19 em crianças, que chegaram à Paraíba nessa sexta-feira (14), serão enviadas para os 223 municípios na manhã deste sábado (15).

Campina Grande deverá ser a primeira cidade a iniciar a vacinação, dando prioridade às crianças com deficiências atendidas no Centro Especializado em Reabilitação (CER)

Na Paraíba, a vacinação infantil vai começar nas crianças a partir dos 11 anos, em ordem decrescente de idade. Primeiro, serão as crianças com deficiência permanente e com comorbidades; indígenas e quilombolas e as crianças que convivem com idosos, na mesma casa e, na sequência, todas as demais crianças, por ordem decrescente de idade.

Produzidas pelo laboratório Pfizer, as doses pediátricas serão para imunizar crianças de 5 a 11 anos.

Em Campina Grande, a campanha vai começar com prioridade para as crianças com autismo ou deficiência atendidas no Centro Especializado em Reabilitação (CER). A imunização ocorre neste sábado (15), no período da tarde, no próprio CER. Não será necessário realizar agendamento.

A partir de segunda-feira (17), serão vacinadas as crianças com comorbidade, no Parque da Liberdade. Para este público, será exigido agendamento pelo site ou aplicativo Vacina Campina Grande.

Também serão imunizadas as crianças de instituições como Instituto dos Cegos e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Outra estratégia adotada durante a campanha será a aplicação das doses nas escolas públicas e privadas, mas o calendário dessas ações ainda não divulgado.

inicia neste domingo (16) a vacinação contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade.  As vacinas exclusivas para este público devem chegar à cidade neste sábado (15). A imunização acontecerá no Cabedelo Clube, das 9h às 18h, com doses da Pfizer, específicas para o público.

Neste primeiro momento, será dada prioridade a crianças com deficiência permanente ou comorbidades e àquelas que convivem com pessoas que têm risco de desenvolver Covid na forma grave. É necessária a apresentação de laudo médico que ateste a deficiência ou comorbidade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19: Quase 30% dos testados tem resultado positivo em João Pessoa

Foto: Sérgio Lima/Poder360

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aplicou 1.009 testes de Covid-19 nesta quinta-feira (13), terceiro dia da campanha Diagnostica João Pessoa. Do total de exames realizados neste dia, 289 tiveram resultado positivo. O número corresponde a um índice de 28,6% positivados. A ação segue nesta sexta-feira (14), das 17h às 22h, no Espaço Gospel e Mangabeira Shopping.

No Espaço Gospel, foram realizados 443 testes, sendo 142 positivos. Já no Mangabeira Shopping, foram 566 exames e 147 positivados. De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde de João Pessoa, Alline Grisi, todas as pessoas que recebem resultado positivo, recebem as orientações médicas necessárias e encaminhamento para serviços de saúde.

“Levando em conta os índices registrados, estamos ofertando mais um dia de testagem itinerante e reforçando as medidas preventivas. Então, é importante que as pessoas com sintomas gripais procurem os postos para serem testadas. Vale ressaltar que os testes são realizados até as 22h, mas as fichas são distribuídas até 21h”, destacou Alline Grisi.

Durante a ação, são utilizados os testes Rt PCR Antígeno e, para os casos positivos, são utilizados também os testes Rt PCR para fazer o sequenciamento viral.

Postos Fixos – Além dos postos itinerantes, a Prefeitura de João Pessoa segue oferecendo testagem para Covid-19 em postos fixos instalados na Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep), no Laboratório Central de João Pessoa (Lacen-JP), e nas unidades de saúde da família (USF). O atendimento ao público é de segunda a sexta-feira. O horário de funcionamento da Fiep é das 8h às 12h; no Lacen-JP, das 8h às 16h; e nas USF das 7h às 11h e das 12h às 16h.

A Fiep está localizada na Rua Rodrigues Chaves, nº 99 – 1º andar, no bairro das Trincheiras, próximo ao Pavilhão do Chá. Já o Lacen-JP fica na Rua Alberto de Brito, s/n, no bairro de Jaguaribe, anexo à Policlínica Municipal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19: Vacinação de crianças em João Pessoa vai acontecer em dois locais no próximo domingo

Divulgação

As crianças de 5 a 11 anos começarão a ser vacinadas contra covid-19 no próximo domingo (16), em João Pessoa. A imunização será feita em dois pontos de vacinação, o Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, e Parque Solon de Lucena, a Lagoa.

A aplicação das doses será realizada por faixa etária e iniciará das crianças mais velhas para as mais novas, sendo priorizadas as crianças com comorbidade ou deficiência permanente, além de quilombolas e indígenas.

A previsão é de que as doses cheguem no município neste sábado (15).

A dosagem, a composição e a concentração da vacina pediátrica são diferentes da dos adultos. A dose será da Pfizer, fabricadas pela Comirnaty, feitas especificamente para esta faixa etária, que corresponde a 1/3 da dosagem tradicional da vacina. Além disso, a imunização será feita em duas doses e com 21 dias de intervalo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19: Suprema Corte dos EUA bloqueia decisão de Biden de impor vacinação nas empresas

Divulgação

A Suprema Corte dos Estados Unidos bloqueou nesta quinta-feira (13) a decisão do presidente Joe Biden de impor a vacinação contra a covid-19 nas empresas com mais de cem funcionários, o que representa um duro golpe nos esforços do líder democrata contra a pandemia.

Ao mesmo tempo, a máxima instância judicial americana validou a obrigação de vacinação para funcionários públicos de instituições sanitárias que dependam de fundos federais.

Os funcionários que não estivessem imunizados teriam de ser testados pelo menos uma vez por semana e também usar máscara no local de trabalho.

A medida visava atingir 84 milhões de trabalhadores, segundo a Casa Branca (o equivalente a 25% da população americana), e foi anunciada no dia em que o país ultrapassou as 750 mil mortes pelo vírus.

Os EUA são o país com mais mortes e casos de Covid-19 do mundo (844 mil e 63,2 milhões, respectivamente), à frente de Brasil (620 mil e 22,7 milhões) e Índia (485 mil e 36,3 milhões).

G1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19

VACINAÇÃO: Paraíba recebe 23.600 doses de vacinas da Pfizer para crianças nesta sexta

Frascos da vacina da Pfizer em versão pediátrica (laranja) e a partir dos 12 anos (roxa) | Foto: Tobias Schwarz/AFP

O governador João Azevêdo (Cidadania) anunciou em sua conta no Twitter que a Paraíba receberá nesta sexta-feira (14) 23.600 doses da vacina da Pfizer para imunizar crianças de 5 a 11 anos.

“Paraíba receberá amanhã 23.600 doses de vacinas da Pfizer destinadas à vacinação de crianças entre 5 e 11 anos. Faremos a distribuição em até 24 h para todo o estado. Vacina Salva. Vacina Protege. Somos todos Paraíba”, postou o governador.

O primeiro lote do imunizante chegou ao Brasil na madrugada desta quinta-feira (13).

Segundo o Ministério da Saúde, durante o primeiro trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças. Em fevereiro, a previsão é que sejam entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 milhões

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Paraíba pode receber vacinas para crianças ainda neste final de semana, prevê Secretário de Saúde

Com a estimativa de que as doses de vacinas para crianças cheguem ao Brasil, nesta quinta-feira (13) pelo aeroporto de Viracopos, em Campinas-SP, o secretário executivo de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, em conversa com o ClickPB, nesta quarta-feira (12), disse que se sair como previsto, “há chance de vacinas para crianças serem distribuídas aos estados durante o final de semana”, explicou.

Ainda segundo o gestor, nenhuma informação foi confirmada pelo Ministério da Saúde acerca do quantitativo de doses que serão enviadas para a Paraíba. “Não há pauta de distribuição, nem mesmo notas técnicas emitidas pelo Ministério da Saúde, até o momento”, pontuou.

Ele lembrou que “após chegada ao país, há que se ter uma validação total do lote de vacinas pelo INCQS – Instituto Nacional de Certificação de Qualidade em Saúde”, para que haja a liberação.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a população de crianças entre 5 e 11 anos aptas a receber o imunizante é de 393.446. As doses que serão enviadas nos próximos dias possuem dosagem, composição e concentração da vacina pediátrica diferentes da dos adultos. A dose será da Pfizer, fabricadas pela Comirnaty, feitas especificamente para esta faixa etária, que corresponde a 1/3 da dosagem tradicional da vacina. Além disso, a imunização será feita em duas doses e com 21 dias de intervalo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Anvisa recomenda suspensão definitiva da temporada de cruzeiros no Brasil

Em meio ao aumento no número de casos de Covid-19 confirmados nas últimas semanas, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou ao governo federal a suspensão definitiva da temporada de cruzeiros no Brasil. A sugestão, feita ao Ministério da Saúde e à Casa Civil da Presidência da República, visa evitar novas contaminações pelo coronavírus.

“Os protocolos definidos pela Anvisa para operação dos navios de cruzeiro no Brasil trouxeram dispositivos que permitiram acompanhar o cenário epidemiológico nas embarcações durante quase dois meses e foram fundamentais para se identificar rapidamente a alteração no número de casos a bordo na penúltima semana epidemiológica de 2021”, diz nota enviada pela agência reguladora nesta quarta-feira (12).

No dia 31 de dezembro de 2021, a Anvisa já havia recomendado a suspensão temporária dos cruzeiros, o que foi acatado pelo governo. A previsão inicial era de que a temporada fosse retomada no dia 21 de janeiro deste ano.

“Desde a recomendação de suspensão temporária, a Anvisa vem avaliando a evolução do cenário epidemiológico do SARS-CoV-2 a bordo dos navios e também no Brasil e no mundo. Observa-se que o cenário tem se tornado ainda mais desafiador tendo em vista, em especial, o aumento vertiginoso do número de casos nas embarcações e no Brasil”, acrescenta a agência em comunicado oficial.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SUPERFUNGO LETAL: Anvisa confirma terceiro caso de Candida auris, no Brasil

Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirmou o terceiro caso de infecção pelo fungo Candida auris no Brasil. A infecção ocorreu em um hospital público de Recife.

A contaminação foi confirmada na terça-feira (11), mas só foi divulgada pela agência reguladora nesta quarta-feira (12). “Ainda há outro caso suspeito, que está em investigação laboratorial”, alerta a Anvisa.

Desde a identificação do caso suspeito, o hospital estabeleceu medidas de precaução e adotou ações para prevenção e controle do surto.

É o terceiro caso de Candida auris no país. Em dezembro do ano passado, o fungo foi identificado na ponta do cateter de um homem de 59 anos, que estava internado na unidade de terapia intensiva (UTI) de um hospital da Bahia e na amostra clínica de urina de um paciente de 88 anos internado em um hospital de Salvador

Segundo a Anvisa, existe a “propensão [do fungo] causar surtos em decorrência da dificuldade de identificação oportuna pelos métodos laboratoriais rotineiros e de sua difícil eliminação do ambiente contaminado.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

INFECTADA: Ministra Damares Alves está com Covid-19

Divulgação

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, está com Covid-19.

Segundo Damares, ela começou a sentir sintomas gripais na última sexta-feira (7). O resultado do teste confirmando o novo coronavírus saiu na segunda-feira (10).

A ministra, que está em férias desde 23 de dezembro até 19 de janeiro, disse que está isolada em casa desde sexta e que sente apenas “sintomas leves”. Entre eles, rouquidão.

Damares informou que tomou duas doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 e que, desde o início da pandemia, nunca tinha sido infectada pela doença.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SURTO: Casos de gripe e Covid-19 duplicam entre enfermeiros e afetam atendimento na PB

Foto: Secom PB

Os casos de Covid-19 e influenza entre os profissionais de enfermagem mais que duplicaram na Paraíba, conforme estimativa do Conselho Regional de Enfermagem (Coren). Com o afastamento de enfermeiros e técnicos, o atendimento em saúde para a população em geral tem sido afetado.

“Houve um aumento da infecção e um aumento de atestados médicos, consequentemente, mais sobrecarga sobre o sistema de saúde com déficit de profissionais”, explicou a presidente do Coren, Rayra Beserra.

Mesmo com o aumento das infecções, a entidade foi surpreendida com um pedido enviado ao Ministério da Saúde pela Associação dos Hospitais Privados para reduzir para cinco dias o período de afastamento dos profissionais de saúde que contraíram a Covid-19.

“Sabendo do impacto perigoso que esta decisão pode causar ao sistema, Cofen e Corens se manifestam contrários a este pedido, uma vez que isto implicaria a um sério risco à população assistida. A enfermagem é a categoria que lida diretamente com o paciente, 24 horas por dia”, frisou Rayra.

Ela ainda destacou que o retorno de um profissional que ainda não está com a saúde restabelecida ao trabalho não é a solução para crise sanitária.

A presidente do Coren-PB ressalta que é necessário ampliar as contratações, fortalecer a vacinação contra Covid-19 e influenza, inclusive em crianças, além de aumentar a testagem e estrutura ambulatorial.

Por enquanto não houve manifestação do Ministério da Saúde em relação ao período de afastamento dos profissionais de saúde.

MaisPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *