Polícia

Operação prende em João Pessoa investigados por falsificar documentos de veículos de locadoras

Foto: Divulgação

Uma operação realizada pela Polícia Civil da Paraíba, Polícia Civil de Pernambuco e Polícia Rodoviária Federal resultou na prisão de dois integrantes de uma organização criminosa especializada em furtar e adulterar sinais de identificação de veículos de locadoras.

A prisão aconteceu na noite dessa segunda-feira, 6, em João Pessoa. No local, os policiais apreenderam um veículo VW Nivus, ano 2022, que havia sido locado na capital paraibana, mas já estava com todos sinais de identificação veicular adulterados e com documentação falsificada.

Uma impressora de alta precisão e equipamentos de informática usados para reproduzir documentos oficiais também foram apreendidos com os investigados, que são do estado do Acre.

De acordo com o delegado Carlos Othon, as investigações apontam que a dupla presa ostentava gastos em hotéis de luxo, viagens internacionais, restaurantes de alto padrão e até mesmo passeios de helicópteros no litoral paraibano.

“Investiga-se, ainda, indícios de que esses veículos estavam sendo levados à Bolívia para serem trocados por cocaína”, frisou o delegado.

Os presos foram autuados pelos crimes de receptação, adulteração de veículo automotor, falsificação de documento público e Organização Criminosa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

PF e Marinha apreendem carga de cigarros contrabandeados na divisa entre PB e RN

Foto: Divulgação

A Polícia Federal e a Marinha do Brasil apreenderam uma grande carga de cigarros que eram transportados em dois barcos pesqueiros na costa nordestina.

A abordagem ocorreu em alto mar, próximo às divisas dos Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, tendo sido localizado no interior das embarcações uma quantidade que se estipula ser na ordem de 2700 caixas de cigarros contrabandeados, com peso estimado de 40 toneladas. A tripulação dos barcos era composta por 12 indivíduos.

A ação contou com o apoio das Superintendências Regionais da Polícia Federal na Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, bem como do 3ª Distrito Naval da Marinha do Brasil, sediado em Natal/RN.

Esta é a terceira ação conjunta no ano de 2022 entre a Polícia Federal e a Marinha do Brasil onde foi possível a apreensão de cigarros contrabandeados transportados pelo modal marítimo, totalizando mais de 150 toneladas de cigarros apreendidos em águas territoriais brasileiras.

A ocorrência está sendo encaminhada à Superintendência Regional da Polícia Federal na Paraíba para a realização dos atos de formalização da prisão em flagrante dos envolvidos e apreensão da carga contrabandeada.

Os envolvidos podem ser enquadrados no crime exportação de mercadoria proibida, que prevê pena de reclusão de 1 a 4 anos.

A Polícia Federal da Paraíba encontra-se à disposição da imprensa para, às 16h, prestar mais esclarecimentos acerca do ocorrido e seus desdobramentos, na sede da Superintendência em João Pessoa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

Suspeitos de furto ao apartamento de Carlinhos Maia são presos em Campina Grande

Foto: Divulgação

Três pessoas são presas em Campina Grande suspeitas de realizarem o furto milionário no apartamento de Carlinhos Maia na manhã desta terça-feira (7).

A ação foi coordenada ela Polícia Civil de Alagoas com o apoio de policiais paraibanos.

Na madrugada de 29 de maio, os bandidos ficaram cerca de duas horas e meia no prédio. Foram roubados um relógio avaliado em R$ 1 milhão – e um colar de 36 diamantes – de R$ 1,5 milhão. Eles estavam no cofre com algumas outras joias, e os bandidos saíram com cofre e tudo. O alvo era tão definido que ficaram para trás outros seis relógios também valiosos.

Os suspeitos foram encaminhados para o estado de Alagoas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

Vigilante é detido por engano após assassinato de policial civil

Foto: Reprodução

Um vigilante foi detido por engano, na noite do último sábado (4), em João Pessoa, após ser apontado como suspeito no assassinato do policial civil aposentado Luiz Abrantes de Queiroz, de 75 anos.

O crime aconteceu no bairro Castelo Branco. À TV Correio, o vigilante contou que foi abordado na Perimetral Sul, enquanto voltava de um bar no bairro do Cristo, onde estava com amigos.

Segundo o vigilante, policiais militares o confundiram com o verdadeiro autor do assassinato por conta de características repassadas por testemunhas. Ele reclamou da forma como os policiais conduziram a abordagem.

“Me algemaram e disseram que eu era suspeito de matar o policial civil. Eu não estava nem sabendo desse crime. Eu falei para a tenente: vocês estão errados. E eles [os policiais] me acusando, fazendo pressão em cima de mim”, disse.

O vigilante foi liberado na Central de Polícia Civil, após análise das câmeras de segurança do bar. “Não fosse esse registro, meu cliente estaria preso e poderia ser condenado”, disse o advogado do vigilante.

O crime

O assassinato de Luiz Abrantes de Queiroz aconteceu na noite de sábado. O policial civil aposentado estava em casa com a esposa. Dois homens invadiram o imóvel. Eles roubaram celulares, dinheiro e outros pertences do casal, além das câmeras de monitoramento da casa.

Luiz Abrantes teria tentado reagir ao assalto e acabou atingido por uma facada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado, mas a vítima não resistiu à gravidade dos ferimentos.

Após o crime, os suspeitos fugiram com o carro da própria vítima. O veículo foi abandonado pouco tempo depois, às margens da BR-230.

A Polícia Civil apura se Luiz Abrantes de Queiroz foi vítima de latrocínio ou se os criminosos tinham outra motivação para matar o policial aposentado.

Portal Correio

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

OPERAÇÃO ALGORITMO: Polícia mira suspeitos de crimes violentos em JP

Foto: Divulgação

Uma operação conjunta entra as Polícias Militar e Civil cumpre mandados de prisão na manhã desta segunda-feira (6) contra suspeitos de crimes violentos na capital.

Até o momento, pelo menos 5 pessoas já foram presas em diversos bairros da cidade. São investigados os crimes de estupro, homicídio, latrocínio, roubo e estelionato.

Ao todos, 10 mandados de prisão devem ser cumpridos. A operação Algoritmo é fruto de um cruzamento em um banco de dados públicos feito pelo Observatório da Gestão Pública.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

EM JURIPIRANGA: Pai e filho são mortos a tiros quando voltavam do trabalho

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Pai e filho foram assassinados a tiros na tarde deste sábado (4), na cidade de Juripiranga, interior da Paraíba. O crime aconteceu quando as vítimas chegavam em casa.

De acordo com o relato de testemunhas, eles passaram a manhã trabalhando na feira da cidade. O pai é muito conhecido pela venda de verduras e o filho o ajudava na função.

As vítimas foram surpreendidas pelos tiros e os autores do crime fugiram logo em seguida. Segundo a polícia o crime tem características de execução, mas nenhuma hipótese foi descartada.

A família afirma que não faz ideia da motivação do crime. Eles dizem que as vítimas eram pessoas pacatas e trabalhadoras.

A Polícia Militar foi acionada e preservou o local do crime até a chegada da perícia, que coletou vestígios e pistas que devem compor a investigação.

T5

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

EM CAMPINA GRANDE: Professor da UEPB é esfaqueado por motorista de aplicativo

Foto: reprodução

Um professor da UEPB, identificado como John Lennon foi esfaqueado por um motorista de carro de aplicativo, na madrugada deste sábado, 04, em Campina Grande.

Segundo as primeiras informações, o professor vomitou no carro e o motorista teria ficado com raiva e atentou contra sua vida.

John Lennon é professor da UEPB, trabalha com pesquisa de câncer em pacientes odontológicos. Ele foi esfaqueado quando voltava para casa após participar de uma festa de confraternização.

O professor foi socorrido e levado ao Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes. Ele passou por uma cirurgia de urgência, teve perfurações no pulmão, baço e cortes no tórax.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

EM SANTA RITA: Corpo de vigilante é encontrado neste sábado (04)

Foto: reprodução

Um vigilante de usina foi encontrado morto na manhã deste sábado (4), em uma estrada que dá para as instalações da usina, na BR-230, em Santa Rita. Moradores caminhavam pelo local quando encontraram o corpo.

De acordo com informações da Polícia Militar, ele foi encontrado ainda de capacete, com a barriga para cima. A perícia ainda não foi realizada, mas a PM acredita que ele tenha sido assasinado com um tiro nas costas.

Foto: reprodução

Os pertences da vítima foram encontrados, dinheiro, celular e motocicleta. Até o momento, a PM entende que o caso se trata de homicídio, já que não houve o roubo dos pertences da vítima.

g1PB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

EM ALAGOAS: Polícia deflagra operação para prender suspeitos de assaltar Carlinhos Maia

Foto: Divulgação

A policia do Estado do Alagoas deu início à uma megaoperação, nesta noite de sexta-feira (3), para prender os responsáveis pelo assalto no apartamento de Carlinhos Maia e seu esposo, Lucas Guimarães, que aconteceu no último domingo (29).

Ao todo, são mais de 30 viaturas envolvidas nesta força-tarefa, com policiais militares, civis e até um avião águia. Segundo o programa Cidade Alerta, esta operação acontece neste exato momento e busca encerrar o caso o mais rápido possível.

O assalto ao influenciador de 30 anos gerou uma crise grande na Secretária de Segurança do Estado, muito por conta da proporção que o caso tomou nessa última semana e poucas resoluções até o momento. O casal também foi instruído a não se pronunciarem, para não aumentarem a pressão.

No último domingo (29), quando Carlinhos Maia estava em um procedimento cirúrgico e seu esposo, em viagem de trabalho, os assaltantes furtaram R$5 milhões em joias. Entre as peças, está um relógio de R$1 milhão, e um colar de R$1,5 milhão.

MaisPB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

EM CAMPINA GRANDE: Grupo invade agência bancária e rouba arma de segurança

Foto: Polícia Militar/Divulgação

Cinco homens armados invadiram uma agência bancária, na tarde desta sexta-feira (3), em Campina Grande. Durante a ação, o grupo roubou uma arma de fogo e um colete à prova de balas de um dos seguranças do local. O crime aconteceu no bairro da Prata.

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos invadiram após quebrarem as portas de vidro da agência com auxílio de uma marreta.

Depois do roubo, o grupo fugiu em um carro.

Com informações T5

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.