Polícia

Operação Morabito prende 13 pessoas e desarticula duas organizações criminosas

Foto: Polícia Civil

A Operação Morabito, deflagrada nesta segunda-feira (5) pelas polícias Civil e Militar, desbaratou duas organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas em João Pessoa. Treze pessoas foram presas, foram apreendidas armas de fogo, munições, veículos, quase 1 kg de cocaína, R$ 90 mil em espécie, além de quatro carros de luxo. Ao todo, foram cumpridos 25 mandados de prisão e de busca e apreensão.

Segundo o delegado Bruno Victor, os grupos eram formados, em sua maioria, por jovens de 25 a 30 anos, de classe média baixa, mas que mantinham padrões de vida incompatíveis com as funções exercidas por eles. Há a suspeita de que duas empresas dos segmentos de gás de cozinha e gás industrial seriam usadas para lavagem de dinheiro do tráfico. ”A operação ainda deve ter desdobramentos”, afirmou o delegado explicando que essas empresas serão investigadas.

Além dos jovens, algumas mulheres também integravam o grupo. O delegado explicou que a função delas era arrecadar e guardar o dinheiro. A polícia encontrou R$ 85 mil em espécie na casa da mãe de um dos suspeitos.

O delegado explicou ainda que Morabito era um líder da máfia italiana, conhecido como o ”rei da cocaína” de Milão. Por coincidência, ele foi preso em João Pessoa. Acontece que os suspeitos presos hoje, se diziam reis da cocaína de João Pessoa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

Polícia Civil cumpre 25 mandados em operação contra tráfico de drogas

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), cumpre, nesta segunda-feira (5), 25 mandados de busca e apreensão e prisão na “Operação Morabito”.

Segundo o delegado Bruno Victor, titular da DRE da Capital, ocorrerá também o sequestro de bens de grupos criminosos relacionados ao tráfico de drogas.

A Operação iniciou-se com investigações realizadas em 2019, quando várias ações foram realizadas pela DRE, o que já resultou até agora na prisão de 10 pessoas, apreensão de cinco armas de fogo, vários veículos e cerca de 50 Kg de entorpecentes, em sua maioria cocaína.

O nome da Operação “Morabito” faz referência a um famoso líder da máfia italiana, considerado “o rei da cocaína” em Milão. O líder de um dos grupos investigados dizia-se ser “o Morabito da Paraíba”, esclareceu o delegado Bruno Victor.

Mais PB

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

Polícia do Equador apreende carga de cocaína com foto do jogador Hulk Paraíba

Foto: reprodução

A página oficial das autoridades governamentais do Equador publicou na última sexta-feira (2) algumas apreensões de drogas feitas pela polícia daquele país. Foram tiradas de circulação cerca de 1,2 toneladas de cocaína.

O que chamou a atenção é que parte desse material estava em balado em tabletes com o rosto do jogador paraibano Hulk estampando as porções. Na imagem o jogador aparece com a camisa do Atlético Mineiro, seu clube atual.

A polícia do Equador encontrou a substância entorpecente em uma área rural. A droga estava enterrada em meio a vegetação. O material foi coletado e enviado as autoridades locais para incineração.

T5

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

CAMPINA GRANDE: Polícia Militar acaba com ‘farra’ e aplica multa de R$ 10 mil

Foto: Polícia Militar da Paraíba

Dois aparelhos de som automotivo foram apreendidos, durante o fim de semana, na cidade de Campina Grande, no Agreste do Estado. Além das apreensões, a Polícia Militar aplicou multa de R$ 10 mil por poluição sonora.

As ações aconteceram nos bairros do Serrotão e Dinamérica após os policiais militares constatarem o uso de som abusivo que estava perturbando o sossego dos moradores.

Cada um deles recebeu multa de R$ 5 mil e teve o aparelho de som apreendido.

Os infratores e os aparelhos foram encaminhados para a Central de Polícia, onde foi assinado um termo circunstanciado de ocorrência.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paraíba

Grupo armado aterroriza moradores, assalta comerciantes e faz reféns no município de Assunção, neste sábado

Foto: Divulgação/PM

Na manhã deste sábado (3), um grupo armado realizou um arrastão na cidade de Assunção, no interior da Paraíba. Um grupo realizou diversos assaltos, aterrorizando moradores, fazendo reféns durante a ação.

As primeiras informações são de que um grupo formado por cerca de 5 homens chegou à cidade dividido em três carros. Eles saquearam várias lojas, roubaram carros, dinheiro e fizeram dois reféns. Há relatos de que eles deram vários tiros para cima com o objetivo de intimidar a população.

Antes de fugir do local, os bandidos formaram uma espécie de barreira humana, colocando vários reféns de mãos dadas para atrapalhar uma possível perseguição. O grupo fugiu pela BR-238 em direção ao município de Taperoá.

Segundo informações da Polícia Militar, durante o cerco aos criminosos, a PM já fez a localização dos carros abandonados pelo grupo, e um cofre que havia sido roubado. Parte dos valores foi recuperada e os reféns também foram liberados. A ocorrência ainda está em andamento.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paraíba

PESQUISA BG/CONSULT ESTIMULADA GOVERNO – João Azevêdo sai na frente com 30.75% em cenário de disputa com Luciano Cartaxo

 

Gráfico Pesquisa BG/CONSULT

Em mais um cenário de estimativas realizado pelo instituto Consult, contratado pelo Blog do BG, em João Pessoa mostra favoritismo do governador João Azevêdo (PSB) em sua reeleição em 2022.
Em um possível segundo turno entre o atual governador e Luciano Cartaxo (PV), os pessoenses elegeria João com 30.75%, contra 22.25% de Cartaxo que ficaria em segundo lugar.

A pesquisa registrou ainda que 36.13% não votaria em nenhum dos dois e 10.88% não tem uma opinião formada sobre essa disputa.

O levantamento foi realizado entre os dias 17 e 19 de junho. Os resultados da pesquisa têm margem de erro máximo de 3,4% e confiabilidade de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

Suspeitos de assalto a bancos e assassinato de PM no Rio Grande do Norte são presos em João Pessoa

Foto: Assessoria de imprensa

Uma operação da Polícia Civil da Paraíba e a Força-Tarefa da Polícia Federal/RN prendeu nesta quinta-feira (1), em João Pessoa, dois homens suspeitos de pertencerem a uma organização criminosa especializada em roubos a bancos. Um dos presos é investigado também pelo assassinato do cabo Ildônio José da Silva, no ano de 2018, no Rio Grande do Norte.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros de Gramame e Valentina, na capital paraibana. Os policiais encontraram um rifle calibre 44, um revólver calibre 38 e uma porção de drogas, além de roupas camufladas.

De acordo com o delegado Diego Beltrão, da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), contra o suspeito de matar o policial existem cinco mandados de prisão, todos da justiça do Rio Grande do Norte.

A morte do PM

O cabo Ildônio foi assassinado durante um assalto ao ônibus em que ele estava. Os criminosos ‘reconheceram’ o policial e efetuaram vários disparos de arma de fogo. O militar estava indo para a faculdade de Administração, na cidade de Mossoró.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Covid-19

PESQUISA BG / CONSULT COMBATE COVID GOVERNO – João Azevedo não agrada os pessoenses no trabalho contra a Covid-19 em JP; 50.50% da população desaprova medidas

Gráfico Pesquisa BG/CONSULT

O trabalho do Governo de João Azevedo, no combate ao covid-19, não está agradando a população da Capital. É o que revela a pesquisa Consult, contratada pelo Blog do BG. Dos 800 pesquisados, 50.50% reprovam a gestão de João Azevedo, contra 45.88% que disse aprovar as medidas que vêm sendo tomadas pela administração estadual.

Do total de entrevistados, 3.63% ainda não tem uma opinião formada sobre o trabalho do governador da Paraíba.

A pesquisa Consult foi realizada entre os dias 17 e 19 de junho. Os resultados da pesquisa têm margem de erro máximo de 3,4% e confiabilidade de 95%. A pesquisa ouviu um total de 800 pessoas, concentradas em 4 regiões, compreendendo 40 bairros de João Pessoa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.